Empresas Mário Vaz acumula área empresarial da Vodafone Portugal

Mário Vaz acumula área empresarial da Vodafone Portugal

O presidente da Vodafone Portugal acumula interinamente a área empresarial da empresa, após a saída de João Mendes Dias da comissão executiva da operadora, onde João Nascimento substituiu Livio Borgogno como responsável pela área de tecnologia.
Mário Vaz acumula área empresarial da Vodafone Portugal
Mário Vaz acumula interinamente a presidência da Vodafone Portugal com as funções de João Mendes Dias, que saiu da comissão executiva, na Unidade de Negócios Empresas da operadora.
Rui Neves 01 de julho de 2017 às 13:28

A partir de hoje, 1 de Julho, o presidente da Vodafone Portugal passa a acumular interinamente a área empresarial da operadora, pelouro que estava a cargo de João Mendes Dias, que saiu da comissão executiva e da empresa.

Em comunicado, a Vodafone Portugal confirma também outra alteração na comissão executiva, com efeitos igualmente a partir de hoje: João Nascimento substitui o italiano Livio Borgogno como CTO (chief technology officer) da empresa.

Na comissão executiva liderada por Mário Vaz mantêm-se Emanuel Sousa, responsável pela área de clientes particulares, e Alexandre Maurício, com o pelouro financeiro.  

O novo CTO da Vodafone, que está na empresa desde 1997, tem desempenhado ao longo dos últimos anos várias funções ligadas à tecnologia e desde 2013 que assume a responsabilidade de liderar a equipa europeia de "Services Design and Development" no grupo Vodafone.

"Nesta área contribuiu para a consolidação e harmonização dos serviços Vodafone na Europa e para a evolução do serviço de televisão. Entre outros projectos, liderou o Vodafone TV Hub - Centro de Desenvolvimento Global da TV da Vodafone, sediado em Lisboa", destaca a operadora presidida por Mário Vaz.

Sobre João Mendes Dias, que saiu agora da empresa, o mesmo comunicado elogia o trabalho realizado por este gestor ao longo de 21 anos de ligação à Vodafone Portugal, onde "deixou uma marca indelével" nas várias direcções por onde passou.

"O seu elevado sentido de responsabilidade e profissionalismo, aliados ao seu espírito colaborativo e capacidade de mobilização das equipas, a sua agilidade na adaptação a novos desafios e concretização dos mesmos, contribuíram de forma determinante para a cultura da Vodafone Portugal", enaltece a empresa.

Já em relação a Livio Borgogno, que dá como concluído o seu mandato em Portugal, onde esteve ao longo dos últimos cinco anos, a empresa sublinha que o gestor italiano "desempenhou um papel determinante na transformação da Vodafone Portugal numa empresa convergente, tendo liderado projectos de grande importância, tais como a expansão da rede de fibra, a modernização da rede móvel e o lançamento do 4G."


(Notícia actualizada às 13:54)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub