Empresas McDonald’s e 90 restaurantes de Lisboa estão a 30 minutos de distância com o Uber Eats

McDonald’s e 90 restaurantes de Lisboa estão a 30 minutos de distância com o Uber Eats

A Uber lançou esta terça-feira a plataforma de entrega de refeições Uber Eats na cidade de Lisboa. Para já, conta com 90 restaurantes entre as 12:00 e a meia-noite, sete dias por semana. Desde que se faz o pedido até à entrega da refeição, o cliente esperará em média 30 minutos.
McDonald’s e 90 restaurantes de Lisboa estão a 30 minutos de distância com o Uber Eats
Uber Eats
Bruno Simões 28 de novembro de 2017 às 12:25

Lisboa passou a contar, a partir das 12:00 desta terça-feira, com uma nova plataforma de entrega de refeições ao domicílio. A iniciativa da Uber chama-se Uber Eats, está disponível através de uma aplicação para smartphone e conta, nesta fase inicial, com cerca de 90 restaurantes que passarão a confeccionar refeições para entrega em casa, incluindo o McDonald’s. Em média, o pedido demora 30 minutos a chegar a casa (a partir do momento em que é registado na aplicação).

 

A capital portuguesa é a 200.ª cidade em todo o mundo a contar com este serviço da Uber, que será entregue primordialmente através de motas, e Portugal é o 30.º país a contar com a Uber Eats. A nova funcionalidade foi apresentada esta manhã em Lisboa numa conferência de imprensa.

 

Rui Bento, director-geral da Uber Ibéria, diz que a introdução desta plataforma sinaliza o "reforço da nossa aposta com o mercado português e é marco extremamente importante da Uber em Portugal", que chegou ao mercado nacional em 2014 "quando começámos a querer trazer uma nova forma de transporte às cidades portuguesas". "Agora queremos fazer isso na descoberta gastronómica, que queremos tornar mais simples e ter uma entrega de refeições mais rápida".

 

Para poder ter uma refeição entregue através da Uber Eats terá de descarregar a aplicação com o mesmo nome e fazer o pedido no restaurante da sua preferência (desde que esteja disponível). Depois poderá acompanhar o estado do pedido e ter uma estimativa do tempo que demorará a ficar concluído. "Grande parte da proposta de valor" da Uber Eats face a outros sistemas de entregas de refeições "assenta na velocidade de entrega", que são os referidos 30 minutos em média que se verificam nas outras 199 cidades mundiais.

 

Por agora, o serviço de entregas não chega a toda a cidade de Lisboa, estando disponível desde Alcântara até à Penha de França e desde a Baixa até Telheiras. A lista de restaurantes conta com o mexicano Pistola y Corazon, o italiano Osteria ou o japonês Aruki, além do Go Natural e McDonald's (que disponibilizará 14 dos seus restaurantes na capital para a plataforma), além de outras dezenas de estabelecimentos.

Refeições ficam 2,90 euros mais caras

 

Cada pedido irá ter um valor adicional de 2,90 euros, que é entregue ao restaurante, e que vai acrescer ao preço da refeição que está no menu. "Não há um valor mínimo de encomenda", notou Rui Bento. No limite, poderá pedir que lhe seja entregue um rissol em casa.

 

A Uber cobra, adicionalmente, uma "taxa de serviço" que incide sobre o preço total da encomenda – e não quer revelar qual é a percentagem que será cobrada. Cada restaurante disporá de um software que estará integrado com a plataforma Uber Eats, onde pode acompanhar os pedidos que vão chegando e compor o menu e os produtos a apresentar na aplicação.

 

Rui Bento diz-se "satisfeito e empenhado" por "contribuir para o desenvolvimento do mercado de restauração em Portugal", especialmente num "segmento que tem crescido a mais de 20% ao ano nos últimos anos", e que ainda tem margem para crescer mais. "Acreditamos que tem amplo espaço de crescimento".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub