Telecomunicações Menos cartas e mais custos colocam selo de dúvida nos CTT
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Menos cartas e mais custos colocam selo de dúvida nos CTT

Com as receitas a encolherem e os custos a aumentarem, os CTT estão a ultimar um plano de reestruturação para voltarem a conquistar a confiança dos investidores. O reforço da redução do quadro de pessoal é um dos passos apontados pelos analistas.
Menos cartas e mais custos colocam selo de dúvida nos CTT
Correio da Manhã

Em 2013 os CTT entraram em bolsa, marcando o regresso de grandes empresas portuguesas ao mercado de capitais. E os investidores aplaudiram e mostraram entusiasmo. Quatro anos depois, a história é diferente. A empresa está sob pressã

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Acionistas tem agir junto administração CTT, custo esta nas operações, tem juntar CDP, s, acabar carteiros em gestores e os colocar distribuir reduzindo contratação, criando grandes CDP e responsáveis actuais a os gerir com maiores areas influência, exonerar Hernani DOP velho cansado incapaz reestru

Anónimo Há 1 semana

Se fizerem o que o melhor sabem fazer certamente que a situação finaceira melhora ! Fazer e tratar de assuntos que não percebem nada é melhor ficar quietos ....

Ventura Santos Há 1 semana

Mas ainda não perceberam que estão a tentar entrar no negocio errado para o qual não têm competências !? Parem a redução de pessoal, contratem antigos trabalhadores com experiencia e também novos empregados com boa formação e dediquem-se a fazer bem o que é o vosso negocio ! Olhem para a DHL, UPS, F

Anónimo Há 1 semana

Olhar para o negocio principal n o fizeram e agora podem pagar bem caro. A ideia do banco não é má mas desde q seja um banco web como o Activo para o bancoCTT é um misto. Depois o negocio principal q continua igual, n foi digitalizado nem adaptado ao ecommerce.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub