Web Summit Metro, Polícia e Unidades de Saúde asseguram Web Summit

Metro, Polícia e Unidades de Saúde asseguram Web Summit

O secretário de Estado da Indústria esteve esta quarta-feira no Parque das Nações a visitar várias estruturas que tem de estar preparadas para o Web Summit, evento que decorre na capital na segunda semana de Novembro.
Metro, Polícia e Unidades de Saúde asseguram Web Summit
Miguel Baltazar
Ana Laranjeiro 26 de Outubro de 2016 às 14:24
A poucos dias do arranque da primeira edição do Web Summit em Lisboa, o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, quis ver como estavam a decorrer os preparativos para o evento. A viagem começou na estação de metro do Oriente (Parque das Nações), a mais próxima dos locais onde vai decorrer o Web Summit – Meo Arena e FIL.

No local, o presidente do Metro, Tiago Farias, reiterou que os bilhetes para o metropolitano não vão ser um problema. "Não vão faltar bilhetes. Todas as máquinas de venda automática nas estações que façam parte da dinâmica que está associada ao Web Summit estarão a funcionar com bilhetes", assegurou aos jornalistas. "Vamos garantir que a linha vermelha – que abastece a Gare do Oriente e o Aeroporto – esteja sempre com seis carruagens para garantir maior oferta. E depois também ajustar a rede consoante o tipo de eventos que vão decorrer em complemento ao funcionamento do Web Summit", acrescentou.

O presidente do Metro de Lisboa aproveitou ainda a ocasião para salientar que as máquinas de venda de bilhetes vão aceitar que os pagamentos sejam feitos com cartões de crédito internacionais para que todos os que visitem Lisboa tenham facilidade em adquirir os títulos.

Em termos de segurança, João Vasconcelos ouviu a Comandante da Esquadra da PSP do Parque das Nações, Ana Neri, assinalar que os seus agentes estão "totalmente preparados" para um evento desta natureza que trará a Lisboa cerca de 50 mil pessoas. "A esquadra da Expo vai funcionar como funciona diariamente e vai ter reforços que vão ser aplicados e distribuídos de acordo com o planeamento e operação", acrescentou.

O Comando Metropolitano da PSP de Lisboa foi a próxima paragem. O Superintendente Jorge Maurício assegurou que "vamos ter quase todas as valências da PSP". "Não só do Comando Metropolitano de Lisboa mas também da Unidade Especial de Policia, uma unidade que estará sempre connosco, como é normal no âmbito do policiamento que fazemos diariamente".

O Corpo de Intervenção e a Divisão de Investigação Criminal são apenas algumas das unidades da polícia que vão fazer parte do dispositivo policial previsto. As autoridades não avançam com números, mas garantem que vão existir agentes à paisana. "Havendo um grande evento não é só o que é bom que vem. Também vem o que é menos bom. Vamos estar atentos. Vamos ter agentes à civil", disse.

No que diz respeito aos cuidados de saúde, vão existir quatro ambulâncias nos dois locais em que decorre o Web Summit para prestarem os primeiros cuidados. Casos mais graves podem ser conduzidos ao Centro de Saúde dos Olivais ou ao Hospital de Loures.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub