Empresas Mexia garante que na EDP “não houve qualquer problema” com o ciberataque

Mexia garante que na EDP “não houve qualquer problema” com o ciberataque

O CEO da eléctrica explica que a empresa tem montada "uma arena" onde treina especialistas para este tipo de ataques informáticos, que se tem revelado "um sucesso".
Mexia garante que na EDP “não houve qualquer problema” com o ciberataque
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 15 de maio de 2017 às 19:40

Depois de a EDP ter chegado a ser apontada com um dos alvos do ciberataque que se iniciou na passada sexta-feira, António Mexia garante que a empresa não foi afectada e que não houve qualquer problema.

"No nosso caso, não houve nenhum problema. Por precaução, desligámos a internet, nomeadamente para utilização interna. Mas não tivemos nenhum incidente", assegurou o responsável, à margem da apresentação do MUDA, um movimento que tem como objectivo aumentar a utilização da internet no país.

O CEO da eléctrica explicou que a EDP tem montada, há mais de um ano, "uma arena" onde treina especialistas para este tipo de ataques, uma medida que se tem revelado "um sucesso".

"Replicámos o nosso sistema - uma cópia - e treinamos as pessoas para saberem o que fazer em caso de ataque. [Esta arena] já estava montada há mais de um ano, e tem sido um sucesso absoluto", afirmou. "É um exemplo a nível nacional, mas não só. Do sector eléctrico é provavelmente a companhia mais avançada na Europa do ponto de vista de ciberataques".

"Actuámos antes. Vamos ter sempre surpresas na vida, e a melhor maneira de ter boas surpresas, e não más, é estarmos preparados", acrescentou.

António Mexia destacou ainda que este tipo de ataques informáticos "não deve constituir um obstáculo" à crescente utilização da internet pelas pessoas. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub