Tecnologias Microsoft lança primeiro computador desktop

Microsoft lança primeiro computador desktop

O grande destaque entre as novidades apresentadas pela gigante tecnológica é o Microsoft Surface Studio, o primeiro desktop da marca que vem fazer frente ao iMac.
A carregar o vídeo ...
Negócios 27 de outubro de 2016 às 12:55

A Microsoft apresentou na passada quarta-feira, 26 de Outubro, em Nova Iorque um conjunto de novos produtos. Panos Panay, vice-presidente corporativo de dispositivos, deu a conhecer um novo computador desktop, um novo portátil e um novo aparelho de produtividade.

 

O Surface Studio é o primeiro computador desktop da Microsoft. Trata-se de um aparelho com o ecrã táctil LCD mais fino de sempre, de 28 polegadas e qualidade de imagem ultra-HD 4,5K.

 

O ecrã pode apresentar uma rotação até 20 graus para permitir uma sensação de criação mais fiel a uma folha de papel. O computador está equipado com um processador Intel Core i7 e com armazenamento que pode ir até aos dois terabytes.

A par do teclado, do rato e da caneta para o ecrã, a Microsoft desenvolveu um novo dispositivo periférico, o Surface Dial. O novo produto consiste num aparelho que permite uma nova forma de navegar, fazer zoom e scroll. Enquanto complemento do Surface Studio, o Dial permite ainda uma série de tarefas de criatividade. Colocando o dispositivo no ecrã, os artistas podem mudar a cor e o tamanho do pincel enquanto desenham, sem sequer levantar a ponta da caneta do ecrã, permitindo assim uma produtividade artística a duas mãos.



Quanto ao novo portátil, a Microsoft revelou o Surface Book. De acordo com Panay, este computador apresenta uma autonomia de 16 horas, e uma performance três vezes melhor que o melhor MacBook Pro no mercado, refere o Washington Post. À semelhança do Studio, o Book também está equipado com um processador de sexta geração Intel Core i7, e também apresenta mais do dobro de processadores de gráficos do que o modelo antecessor.



Para além dos novos produtos de hardware, a Microsoft também apresentou novas possibilidades de software. O sistema operativo Windows 10 terá um upgrade desenhado para a criação em 3D, com o Windows 10 Creators Update.

 

A empresa tecnológica anunciou o Paint 3D, inspirado no já conhecido programa de desenho que, de acordo com a mesma, recebe mais de 100 milhões de utilizadores mensais. Criadores do mundo inteiro poderão partilhar as suas obras numa comunidade online chamada Remix3D.com.

 

No evento, Megan Sanders, directora geral, demonstrou as funcionalidades de scan 3D a partir de um telemóvel, captando objectos do mundo real. O 3D chegará ainda às ferramentas Word, PowerPoint e Excel do Microsoft Office.

 

O browser Microsoft Edge também integrará funcionalidades 3D. Numa "realidade mista", a Microsoft pretende misturar realidade virtual e realidade aumentada no mundo real. Acedendo ao navegador com as Hololenz, Taj Reid demonstrou em Nova Iorque, da Microsoft Experience Design, demonstrou a partir da plataforma de design de interiores Houzz a projecção de peças de mobiliário antes de serem compradas.

 

Outros serviços associados ao Windows 10 Creators Update anunciados pela empresa tecnológica incluem melhoramentos no Xbox Live, com broadcasting interactivo e a possibilidade de jogar com qualidade de imagem 4K. Além disso, foi também desenvolvido o Windows MyPeople, uma nova forma de organizar, comunicar e partilhar documentos com as várias redes de contactos dos utilizadores.

 

Estas são algumas das funcionalidades que estarão disponíveis a partir do início do próximo ano.

 

Esta semana, a concorrente Apple apresentará a sua nova linha de computadores, recorda o Washington Post. A empresa de Tim Cook já anunciou que o foco da empresa está no ramo empresarial, dominado durante anos pela Microsoft. Uma das estratégias passa pelo lançamento do iPad Pro, que pode ser acompanhado com um teclado, para substituir o computador portátil.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar