Telecomunicações Miguel Almeida alerta: Novas taxas nas telecomunicações podem ser reflectidas nos clientes

Miguel Almeida alerta: Novas taxas nas telecomunicações podem ser reflectidas nos clientes

O presidente executivo da Nos adiantou que a Anacom está a avaliar aumentar as taxas de espectro e está a ser estudada a criação de uma nova taxa de subsolo. A conta irá passar para os clientes, alerta.
Miguel Almeida alerta: Novas taxas nas telecomunicações podem ser reflectidas nos clientes
Sara Ribeiro 02 de Novembro de 2016 às 17:57
O aumento e criação de novas taxas para o sector de telecomunicações pode pôr em risco o investimento das operadoras. O alerta foi deixado por Miguel Almeida, CEO da Nos, durante a conferência anual da Anacom que está a decorrer esta quarta-feira, 2 de Novembro.
 
"Por um lado a Europa parece preocupada em forçar o investimento pelos operadores em muitos milhões", disse Miguel Almeida referindo-se à proposta de revisão do quadro regulamentar das comunicações a nível europeu.
 
No entanto, alerta que os objectivos da proposta de Bruxelas podem não se adequar de igual modo a todos os mercados. E no caso do mercado português acontece numa altura em que os operadores "estão a ser mais taxados".
 
"Está a ser avaliado pela Anacom o aumento das taxas de espectro. Se vamos pagar mais, não sei em que medida é um incentivo ao investimento", apontou.
 
Alem disso, "agora está-se a falar da taxa de ocupação de subsolo. É mais uma taxa. Alguém acredita que isso não vai passar directamente para os clientes? Obviamente que vai". "O que se faz é taxar ainda mais os operadores pondo em causa o investimento dos operadores", alertou.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub