PME Montepio vai disponibilizar 20 milhões para PME inovadoras
PME

Montepio vai disponibilizar 20 milhões para PME inovadoras

A Caixa Económica Montepio Geral assinou um acordo de garantia com o Fundo Europeu de Investimento. Com esta assinatura, banco vai disponibilizar 20 milhões de euros a empresas nacionais com “potencial de inovação”.
Montepio vai disponibilizar 20 milhões para PME inovadoras
Ana Laranjeiro 18 de novembro de 2016 às 12:22

A Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) vai disponibilizar 20 milhões de euros a pequenas e médias empresas (PME) inovadoras nacionais. Para isso, a instituição bancária assinou um acordo com o Fundo Europeu de Investimento (FEI), que lhe permite dar "créditos atractivos" a PME durante os próximos dois anos.

"A Caixa Económica Montepio Geral assinou hoje, com o Fundo Europeu de Investimento (FEI), um acordo de garantia que lhe permitirá disponibilizar às empresas portuguesas com potencial de inovação, uma linha de financiamento no valor total de 20 milhões de euros", pode ler-se no comunicado da Comissão Europeia enviado às redacções.


O documento esclarece ainda que "a garantia do Fundo Europeu de Investimento é concedida ao abrigo do InnovFin, apoiado pelo Horizonte 2020, o programa-quadro da União Europeia para a Investigação e Inovação".

"A transacção não teria sido executada tão prontamente sem o apoio do Plano de Investimento e ocorre após o anúncio a 24 de Outubro de um empréstimo de 20 milhões de euros entre o Montepio e o Banco Europeu de Investimento (BEI), também apoiado pelo Plano de Investimento".


Pier Luigi Gilibert, presidente executivo do FEI, defende em comunicado que "a inovação é um factor-chave no fomento do crescimento e do emprego na economia europeia". "A assinatura deste acordo com o Montepio é um exemplo claro de como o FEI, em conjunto com os bancos locais, pode ajudar as empresas inovadoras".

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub