Empresas Morreu Américo Amorim

Morreu Américo Amorim

O homem mais rico de Portugal faleceu esta quinta-feira, 13 de Julho, confirmou fonte oficial do grupo Amorim ao Negócios.
Morreu Américo Amorim
Pedro Ferrari / Sábado
Negócios 13 de julho de 2017 às 15:18

Américo Amorim, de 82 anos, faleceu esta quinta-feira, 13 de Julho, avançou o Jornal de Notícias, dando conta que o homem mais rico de Portugal foi vitima de complicações de saúde que o afectavam há algum tempo. A informação foi confirmada por fonte oficial do grupo Amorim ao Negócios.

 

Américo Amorim nasceu a 21 de Julho de 1934 em Mozelos, Santa Maria da Feira, e cedo começou a ajudar a família nas tarefas agrícolas.

 

Fez toda a escola primária calçado com socos de madeira e só ganhou o primeiro par de sapatos quando fez o exame da 4.ª classe. Não gostava de ler nem de escrever. De gestos largos e desabrido, preferia falar e dar ordens.

 

Tem três filhas e um império corticeiro, sendo dono da Corticeira Amorim, líder mundial do sector. 

Américo Amorim era o homem mais rico de Portugal, com uma fortuna avaliada em 4,4 mil milhões de euros, de acordo com a lista da revista Forbes, publicada a 20 de Março.

 




A sua opinião14
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Homenagem 13.07.2017

Em 1975, em pleno Goncalvismo e nacionalizacoes, a Americo Amorim nao lhe tocaram.
Consta que veio ordem de Moscovo: "ao sr. Americo ninguem toca! Ja o conhecemos, há muito tempo que nos vende cortica".
E o Cunhal teve de meter a viola no saco...

Faleceu um grande Empresario do pais

Do seu suor 13.07.2017

Parabéns a um empresário que criou um império, à custa do seu suor, repito do seu suor.
O resto é inveja.

Faleceu um Empresario (com maiusculas) 13.07.2017

Criou um imperio do nada. Gerou milhares de postos de trabalho. Cometeu erros, como todos nos. O legado que deixou, incluindo a Corticeira e o que a mesma representa para a economia nacional e o criacao de emprego, perdurará.
Quem derá tivessemos mais empresarios assim para sair da cepa torta.

Amado,Trader......Serra das Minas / "Bunker"... 13.07.2017

Os meus sentimentos aos familiares. Por certo gostaria de ter tido algum contacto directo/troca de impressões com um Homem que sobressaiu como Empresário. Paciência, nunca nos encontramos, mas fui accionista da Corticeira. Paz à sua Alma.No Norte erguer-Lhe-ao uma estátua creio.

ver mais comentários