Transportes Mota-Engil entre os seis candidatos ao Metro do Porto

Mota-Engil entre os seis candidatos ao Metro do Porto

Barraqueiro, Avanza, Mota-Engil, DST, Neopul e Transdev apresentaram propostas para a subconcessão do Metro do Porto por sete anos. O vencedor será conhecido dentro de dias.
Mota-Engil entre os seis candidatos ao Metro do Porto
Paulo Duarte/Negócios
Maria João Babo 09 de outubro de 2017 às 11:58

Foram seis os concorrentes que apresentaram propostas ao concurso público para a subconcessão da operação e manutenção da rede do Metro do Porto para o período 2018-2025.

De acordo com a empresa, os candidatos são a Barraqueiro, a Corporatión Española de Transportes (do grupo Avanza), a DST – Domingos Silva Teixeira, um consórcio da Mota-Engil, a Neopul e a Transdev.

O concurso foi lançado a 23 de Junho e o prazo para a entrega de propostas terminou na passada sexta-feira, 6 de Outubro.

De acordo com a Metro do Porto, o júri do concurso irá agora analisar a admissibilidade das propostas apresentadas, devendo dentro de dias apresentar o seu relatório ao Conselho de Administração da empresa de transporte público do Porto, que o analisará e votará uma decisão de adjudicação.

O valor de referência do concurso para esta subconcessão da operação e manutenção da rede do metro por sete anos é de 221 milhões de euros e o critério único para selecção do vencedor é a do mais baixo valor.

Segundo a empresa, após a escolha do vencedor "seguir-se-ão todas as etapas previstas na lei e no programa do concurso, por forma a que o subconcessionário possa iniciar um período de transição no primeiro trimestre do próximo ano e iniciar efectiva e integralmente a nova subconcessão no dia 1 de Abril de 2018".

"Realizado em regime de parceria público-privada, o procedimento compreende toda a operação regular do Metro – área onde se incluí segurança e apoio aos clientes -, bem com as grandes revisões da frota de material circulante, as grandes manutenções de sistemas técnicos e do sistema de bilhética", acrescenta ainda a Metro do Porto.

A empresa ou consórcio que vier a ganhar este concurso receberá a subconcessão por um período de sete anos, entre Abril de 2018 e Março de 2025.




pub