Desporto Mourinho diz que "trocava" troféu pela vida das vítimas de Manchester

Mourinho diz que "trocava" troféu pela vida das vítimas de Manchester

O treinador português José Mourinho, que conquistou a Liga Europa de futebol pelo Manchester United, que venceu o Ajax (2-0), disse que, se fosse possível, trocava o troféu pela vida das vítimas do atentado de segunda-feira em Manchester.
Mourinho diz que "trocava" troféu pela vida das vítimas de Manchester
Reuters
Lusa 25 de maio de 2017 às 01:17

"Se pudéssemos trocar as vidas das vítimas por esta taça, fá-lo-íamos imediatamente, sem pensar duas vezes", atirou o português, de 54 anos, na conferência de imprensa após o jogo.

 

Vinte e duas pessoas morreram, além do atacante, e 64 ficaram feridas, 20 em estado crítico, num atentado suicida após um concerto da atriz Ariana Grande, na noite de segunda-feira, ato reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico.

 

O técnico reforçou, contudo, a necessidade do mundo "continuar", salientando que a equipa "apenas fez o seu trabalho" e que "talvez" tenha feito a cidade mais feliz. Para o português, este é "o título mais importante, porque é o mais recente", embora tenha explicado que "a Liga dos Campeões é maior que a Liga Europa".

 

O Manchester United conquistou quarta-feira a edição 2016/17 da Liga Europa em futebol, ao vencer os holandeses do Ajax por 2-0, na final de Estocolmo.

 

O francês Paul Pogba, aos 18 minutos, e o arménio Henrikh Mkhitaryan, aos 48, apontaram os tentos dos 'red devils', que conquistaram o terceiro troféu da temporada, depois da Supertaça e da Taça da Liga inglesa.

 

O United arrebatou o troféu que faltava no seu currículo, enquanto o técnico luso passou a somar 25 títulos, quatro deles europeus, pois já contava duas edições da Liga dos Campeões (2003/04 e 2009/10) e uma da Taça UEFA (2002/03).

 

Mourinho tornou-se ainda no primeiro treinador a vencer por duas vezes a Liga Europa (antiga Taça UEFA) e a Liga dos Campeões.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 25.05.2017

Sera mesmo assim:as cenas vividas depois do apito final,contrastam com o que ele aqui diz.

Conselheiro de Trump 25.05.2017

Ja li isto tantas vezes.O que raramente se le:"vou oferecer os meus prestimos ate ao fim do meu mandato para colmatar um tanto ou quanto a dor sofrida nesta cidade que tanto amo".Afinal o que ganha a fazer reclame dos bancos em dificuldade,nao o empurram para a refeicao feita pelo selfie refogado.

pub