Banca & Finanças Mudança de sede do CaixaBank foi "decisão difícil mas acertada"

Mudança de sede do CaixaBank foi "decisão difícil mas acertada"

Não houve sobrereacção na decisão de mudar a sede do CaixaBank de Barcelona para Valência. A prioridade era a segurança das poupanças dos clientes e esta foi mantida com a decisão tomada após o referendo.
Mudança de sede do CaixaBank foi "decisão difícil mas acertada"
EPA
Raquel Godinho 02 de fevereiro de 2018 às 12:01

Estes foram os primeiros resultados anuais do CaixaBank apresentados em Valência, o que acontece depois da mudança de sede. O referendo sobre a independência da Catalunha realizado em Outubro e a consequente saída de depósitos levaram a instituição a decidir abandonar Barcelona. Uma decisão que Jordi Gual, presidente do Conselho de Administração, qualifica de "difícil, mas acertada".

 

Nos dias seguintes ao referendo realizado em Outubro, o banco terá perdido cerca de seis mil milhões de euros em depósitos, segundo o "El Confidencial". O banco anunciou, esta sexta-feira, que os recursos de clientes atingiram os 349.458 milhões de euros, aumentando em 45.563 milhões de euros face ao ano anterior. Os depósitos aumentaram 12,9%.

 

"O esforço comercial que se fez em Outubro [para contrariar as saídas de depósitos] foi enorme. De nenhuma maneira houve uma sobrereacção. Uma entidade financeira está obrigada a garantir aos clientes e accionistas a segurança jurídica", afirmou Jordi Gual quando questionado sobre a mudança de sede de Barcelona para Valência. 

 

"A decisão de mandar esse sinal de confiança foi anunciada numa sexta-feira e a reversão do processo iniciou-se na segunda-feira seguinte. Foi uma decisão difícil mas acertada, dada a situação que foi geral. Pode ter havido alguns clientes a quem desagradou, mas a obrigação fundamental de uma entidade financeira é garantir a liquidez do BCE. E, alem das questões emocionais, também está a segurança das poupanças e dos depósitos dos clientes", frisou o presidente do Conselho de Administração do CaixaBank.

*A jornalista viajou a Valência a convite do CaixaBank.




pub