Banca & Finanças Nani, braço da Lone Star, já tem 750 milhões para o Novo Banco

Nani, braço da Lone Star, já tem 750 milhões para o Novo Banco

A “holding” da Lone Star que vai assumir a participação no Novo Banco já tem os 750 milhões para injectar na instituição. Nani Holdings recebeu o dinheiro na sexta-feira, através de um aumento de capital subscrito pelo accionista único.
Nani, braço da Lone Star, já tem 750 milhões para o Novo Banco
Raquel Wise/Sábado
Maria João Gago 17 de outubro de 2017 às 12:20

A Nani Holdings, a sociedade que vai assumir a posição da Lone Star no Novo Banco, já tem os 750 milhões necessários para injectar na instituição liderada por António Ramalho. O aumento de capital do banco foi aprovado esta segunda-feira, 16 de Outubro, pelo que, a qualquer momento, a gestora norte-americana de "private equity" está em condições de mobilizar aquele montante para o Novo Banco.

 

O braço português do investidor norte-americano recebeu os 750 milhões destinados ao banco que herdou os despojos do BES através de um aumento de capital "realizado em dinheiro e subscrito pelo accionista único", a Lone Star, refere o aviso societário publicado no portal da Justiça na última sexta-feira, 13 de Outubro.

 

Após esta operação, a Nani Holdings passou a ter um capital social de 750,05 milhões de euros representado por 750,05 milhões de acções, ficando com capacidade financeira para injectar a primeira tranche do aumento de capital de 1.000 milhões que lhe dá acesso a uma participação de 75% no capital do Novo Banco. Para já, a Lone Star, através deste braço português, vai mobilizar 750 milhões na instituição. Mas até ao final do ano haverá nova injecção de 250 milhões.

 

A Nani Holdings é uma sociedade portuguesa com sede no Parque das Nações, em Lisboa, tendo sido criada a 23 de Março sob a designação de Cosmikcrown SGPS. No dia 28 desse mês, véspera da assinatura do contrato de compra e venda do Novo Banco com o Fundo de Resolução, a sociedade passou a chamar-se Nani Holdings.

 

Inicialmente, a Nani Holdings tinha como administradores membros da sociedade de advogados ABBC, que apoia juridicamente a Lone Star. No entanto, em Junho, a sociedade passou a ser liderada por Tanya Sheridan, também jurista e vice-presidente da Lone Star International Finance.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 6 dias

Nani, braço da Lone Star, já tem 750 milhões para o Novo Banco
E NÓS QUANTO É QUE VAMOS PAGAR MAIS?

5640533 Há 6 dias

Linda fotografia de lindo sorriso.

pub