Banca & Finanças Não há conclusões da comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Não há conclusões da comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos

A ausência de dois deputados do PS no inquérito parlamentar – João Galamba e Susana Amador – ditou o chumbo da maior parte do relatório final. O documento que foi aprovado apenas contém cinco recomendações.
Não há conclusões da comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 19 de julho de 2017 às 00:01

A comissão de inquérito às causas da capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) terminou sem conclusões. Ao fim de um ano de funcionamento, a iniciativa parlamentar deixou apenas cinco recomendaç

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
CS 19.07.2017

É interessante verificar como é tratado um rombo de 5 biliões de Euros NO Banco Público, o tal que tem de ficar dentro da esfera do "Estado".
É todo este cuidado, seriedade e zelo, que tranquiliza os cidadãos em relação a tudo aquilo que o Estado "gere"

Anónimo 18.07.2017

Arderam 5 mil milhões de € num banco público. E ninguém sabe porquê, nem por quem nem para quem.Ah! Portugal, Portugal tu és tão cómico!

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub