Empresas Navigator aumenta preços do papel a 15 de Setembro

Navigator aumenta preços do papel a 15 de Setembro

Os preços do papel fino não revestido vão aumentar entre 3% e 5% na Europa continental.
Navigator aumenta preços do papel a 15 de Setembro
Bloomberg
Rita Faria 31 de julho de 2017 às 12:11

A Navigator vai aumentar os preços do papel fino não revestido entre 3% a 5% na Europa continental a partir do dia 15 de Setembro. Segundo a Bloomberg, que cita um comunicado da empresa, no Reino Unido os preços sobem entre 4% e 7%.

O anúncio é feito poucos dias depois de a antiga Portucel ter anunciado que o seu volume de negócios aumentou 4,4% nos primeiros seis meses deste ano para 812,6 milhões de euros, um crescimento sustentado essencialmente pelo bom desempenho nas vendas de pasta, de energia e de tissue.

A papeleira fechou o primeiro semestre deste ano com lucros de 96 milhões de euros, o que representa uma subida de 12,4% face ao resultado líquido de 85,5 milhões de euros alcançado no mesmo período do ano passado.

Depois de terem caído quase 3% na sessão de sexta-feira, as acções da Navigator estão a ganhar 1,27% para 3,666 euros. 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 07.08.2017

Os franceses, espanhóis e italianos têm o creme de avelã, o nougat e as castanhas. Portugal tem papel caro e pessoas a arder.

Anónimo 07.08.2017

Para além de certas empresas não bancárias do regime, existe lá malta mais subsidiada do que os funcionários vitalícios da Função Pública que não são lá precisos para nada ou do que os bancários resgatados semana sim semana não? Ganhem juízo e deixem de extorquir quem é sério e honesto. Dívida pública excessiva, fora de controlo, e tributação agravada, terrorista, têm sempre os mesmos destinatários, mas a factura é paga pelo Estado insustentável, pela economia cada vez menos competitiva e pela sociedade iníqua em que vivemos.

Menoli 04.08.2017

Com os incêndios será um bom negócio para a Navigator, pois vão comprar mais barato o eucalipto ardido, com a pressa de os vendedores se desfazerem deles, pois, depois de queimados têm o mesmo valor para a papeleira, em termos de fazer papel, mas se ficam na terra apodrecem e os proprietários ficam sem nada, pelo que vendem por qualquer preço.

NAVIGATOR 31.07.2017

dólar cai 10% desde janeiro, incêndios , dezenas de fornecedores deixam de fornecer matéria primam logo as importações vão subir , até Setembro muita coisa vai acontecer em bolsa , é boa Empresa , mas já nos habituou , vender em junho julho e comprar em Novembro por isso cuidado.

Saber mais e Alertas
pub