Aviação Neeleman entra na companhia francesa Azur onde chineses HNA já estavam

Neeleman entra na companhia francesa Azur onde chineses HNA já estavam

David Neeleman, accionista da TAP, comprou 32% da Aigle Azur, companhia francesa na qual os parceiros chineses da HNA já tinham uma posição relevante.
Neeleman entra na companhia francesa Azur onde chineses HNA já estavam
Bloomberg
Negócios 19 de novembro de 2017 às 11:29
O comunicado foi já feito no final da semana passada e hoje é noticiado no Brasil. A Presstur já tinha dado a notícia em Portugal, mas passou despercebida. David Neeleman comprou 32% da Aigle Azur, companhia francesa que pertencia ao Weaving Group.

Neeleman entra assim numa companhia que tem já um "velho" conhecido seu. Os chineses da HNA detêm 48% do capital da empresa desde 2012. A HNA é sócia do empresário na Azul e na TAP.

De acordo com o comunicado da Weaving Group, a Azur tinha em 2001 apenas um avião quando este grupo a comprou. Hoje opera com 10 aparelhos, fazendo voos também para Portugal.

Para a Weaving esta cessação de capital, "é uma boa notícia para a Aigle Azur, para os seus clientes e os seus trabalhadores".

Criada em 1946, a companhia francesa entra assim numa nova etapa. Voa para 26 destinos.






A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar