Aviação Negociações da Embraer com Portugal para avião militar devem avançar até final do ano

Negociações da Embraer com Portugal para avião militar devem avançar até final do ano

O presidente executivo da Embraer espera que as negociações sobre a venda do avião de transporte militar KC-390 para Portugal avancem até ao final de 2017.
Negociações da Embraer com Portugal para avião militar devem avançar até final do ano
DR/Embraer
Negócios com Lusa 11 de setembro de 2017 às 19:50

O presidente executivo da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, disse esta segunda-feira em Singapura, citado pela Bloomberg, que espera que as negociações sobre a venda do avião de transporte militar KC-390 para Portugal avancem até ao final do ano.

Recorde-se que até 27 de Outubro o Governo português espera ter em mãos os números indicativos para o preço a pagar pelos novos aviões KC-390, bem como as possíveis soluções de financiamento da aquisição, que poderão passar pelo recurso a fundos comunitários.

Foi o que determinou a resolução do Conselho de Ministros, aprovada a 8 de Junho e publicada a 27 de Julho em Diário da República e que estabelece que os aparelhos deverão estar operacionais até ao final de 2021. 


Paulo Cesar de Souza e Silva também falou, hoje, sobre a hipótese de a fabricante de aviões abrir uma unidade para produzir jactos comerciais na China daqui a dois anos. "A empresa vai esperar a primeira entrega do novo jacto E195-E2, prevista para 2019, para depois avaliar uma fábrica na China", disse.

 

Uma fábrica de aeronaves seria justificada pela grande procura por parte daquele país asiático nas próximas décadas.

 

O responsável da fabricante de aviões brasileira também explicou que existe potencial para produzir cerca de mil aviões regionais, da dimensão dos que a empresa já produz, nos próximos 20 anos na China.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 1 semana

.... As PRIORIDADES de DESgovernantes de TRAMPA deste sitio de MIERDA ATRASADO E FALIDO....

Cativa-se aqui e acolá, para depois se gastar em brinquedos bélicos super uteis e prioritários....

pertinaz Há 1 semana

NÃO HÁ DINHEIRO...!!!

E A MANUTENÇÃO DESTES PÁSSAROS É MUITO MAIS CARA QUE OS C-130

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub