Tecnologias Nokia processa Apple por violação de patentes

Nokia processa Apple por violação de patentes

A empresa finlandesa levou a Apple na passada quarta-feira, 21 de Dezembro, aos tribunais alemães de Dusseldorf, Manhein e Munique e ainda a um tribunal federal no Texas. A Nokia acusa a tecnológica norte-americana de não respeitar patentes sob a sua chancela.
Nokia processa Apple por violação de patentes
Bloomberg
Negócios 22 de Dezembro de 2016 às 11:36

De acordo com a finlandesa Nokia, a Apple registou uma série de patentes em 2011. A empresa de Tim Cook decidiu não alargar os contractos, que estão actualmente prestes a expirar. Neste contexto, a Nokia avançou com os processos em tribunal.

 

Para a Nokia, a Apple recusou-se "firmemente" a licenciar as suas patentes de codificação de vídeo. A finlandesa pretende ainda ser recompensada por terem sido infringidas oito patentes.

 

A Bloomberg reporta que o caso remonta à data em que a Nokia abandonou o negócio de produção de telemóveis, vendendo-o e dedicando-se exclusivamente a equipamentos de rede e telecomunicações. Actualmente, a empresa finlandesa tem vindo a explorar o seu portfólio de produtos como forma de obter retornos financeiros.

 

Com a aquisição da Alcatel-Lucent no início deste ano, a empresa tecnológica finlandesa adquiriu uma série de patentes, num sector que gerou cerca de 40% dos lucros no terceiro trimestre deste ano.

 

Em resposta, a Apple afirma que a Nokia se recusou a licenciar os seus produtos de forma "justa", pelo que tem vindo a proceder a uma tentativa de "extorquir dinheiro" à empresa de Cupertino, na Califórnia.

 

Ilkka Rahnasto, do departamento de negócio de patentes da Nokia, afirma que a sua empresa "criou e contribuiu para muitas das tecnologias fundamentais utilizadas actualmente pelos dispositivos móveis, incluído os produtos da Apple", cita a Bloomberg. Após anos de negociações, a Nokia afirma estar agora a defender os seus direitos, acrescenta Rahnasto.

 

Os mercados já reagem às decisões da Nokia, pelo que as suas acções se encontram actualmente a cair 4,61% para os 4,51 euros, na primeira queda após um crescimento que se vinha a registar desde o início do mês. Na bolsa de Nova Iorque, a Nokia fechou a sessão de quarta-feira a cair 2,85% para os 4,76 dólares (4,57 euros), apesar de ter chegado a quedas de 4,69% para os 4,67 dólares.

 

Na passada terça-feira, a Apple processou a Acacia Research Corp e a Conversant Intellectual Property Management Inc por conspirarem com a Nokia, "como parte de um plano para extrair e extorquir receitas exorbitantes de forma injusta e anti-competitiva da Apple e outros fornecedores de telemóveis inovadores", cita a mesma fonte.

 

A empresa californiana alega que em 2011 assinou um acordo de licenciamento cruzado de patentes com a Nokia, e que a empresa finlandesa deu início a planos para conseguir monetizar a partir de patentes não contempladas no acordo.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 4 semanas


Comemorações Oficiais

Ladrões PS- PCP- BE- FP- CGA - 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


MAIS UM ORÇAMENTO CRIMINOSO DA GERINGONÇA E DOS SEUS APOIANTES.

Mais despesa

Mais dívida

Mais juros

Mais impostos

MAIS DESIGUALDADE SOCIAL


comentários mais recentes
mdmasseno Há 3 semanas

Os "contractos"?

Anónimo Há 4 semanas


Comemorações Oficiais

Ladrões PS- PCP- BE- FP- CGA - 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


MAIS UM ORÇAMENTO CRIMINOSO DA GERINGONÇA E DOS SEUS APOIANTES.

Mais despesa

Mais dívida

Mais juros

Mais impostos

MAIS DESIGUALDADE SOCIAL


pub