Media Nostalgia passa a SBSR, a nova rádio do Super Bock Super Rock

Nostalgia passa a SBSR, a nova rádio do Super Bock Super Rock

Na semana passada, o regulador dos media ERC autorizou a mudança do nome de Rádio Nostalgia para Rádio SBSR com duas condições, uma das quais a impossibilidade de a venda de espaço publicitário à Unicer ultrapassar 50% do total de tempo reservado à publicidade.
Nostalgia passa a SBSR, a nova rádio do Super Bock Super Rock
Lusa 29 de Novembro de 2016 às 07:29
A apresentação da nova rádio SBSR.fm vai realizar-se hoje, às 12:00, na sede da estação, em Lisboa, numa sessão que vai contar com um 'showcase' de Tomás Wallenstein, dos Capitão Fausto.

A nova estação de rádio, criada pelo promotor de espectáculos Luís Montez (na foto), passa a funcionar nas frequências até agora ocupadas pela Rádio Nostalgia, associada ao festival Super Bock Super Rock, evento patrocinado pela cervejeira Unicer.

Na semana passada, o regulador dos media ERC autorizou a mudança do nome de Rádio Nostalgia para Rádio SBSR com duas condições, uma das quais a impossibilidade de a venda de espaço publicitário à Unicer ultrapassar 50% do total de tempo reservado à publicidade.

Na deliberação, datada de 22 de Novembro, o Conselho Regulador da ERC determina igualmente que a imagem da rádio deve assumir um grafismo distinto dos detido pelos seus patrocinadores: "o logótipo do serviço de programas de rádio, partilhado pelos operadores requerentes, não pode ser confundível com nenhuma das marcas detidas e/ou produtos ou serviços comercializados pelas empresas que fazem parte do acordo, devendo assumir um grafismo distinto do utilizado por estas; considera-se excluído da proibição o grafismo actualmente associado ao Festival Super Bock Super Rock, o que este novo projecto voluntariamente adopta".

A rádio Nostalgia, que tinha sido relançada por Luís Montez em 2011, dá agora lugar à rádio SBSR.fm, associada a um dos festivais de música que o empresário fundou nos anos de 1990, com a sua promotora Música no Coração, e que incorpora o nome do principal patrocinador do evento.

"A rádio continua a ter importância, sobretudo de manhã e ao final da tarde", disse Luís Montez à agência Lusa. "A importância da rádio de música tem a ver com a capacidade de recomendar música. Tens de ter 'gajos' bons. Valorizar as pessoas da rádio. O papel do animador vai ser o papel de recomendação, na importância da música nova".

No dia de lançamento, a SBSR.fm tem um programação especial, com a presença em estúdio de artistas e bandas nacionais para 'showcases' e entrevistas, segundo a Música no Coração.

Alek Rein, Filipe Sambado, Madrepaz, Mighty Sands, Capitão Fausto (Tomás Wallenstein), Lur Lur, Golden Slumbers, Samuel Úria, Maze, Jiboia, Minta & The Brook Trout, Jasmim e Diamond Gloss, atuarão em antena, a partir das 09:00, em sucessivos 'showcases', até às 21:00, segundo a promotora.

Luís Montez, empresário, fundador da Música no Coração, gere várias estações de rádio em Portugal, entre as quais a Meo Music, a Rádio Amália, a Rádio Festival e a Nostalgia, que passa agora a ser SBSR.fm.

Tem ainda uma participação na rádio Nova Era e é sócio do promotor Álvaro Covões, da Everything is New, na gestão das rádios Radar, Oxigénio e Marginal.

Entre outros projectos, Luís Montez faz parte ainda do conselho de administração do grupo Global Media, que detém meios como o Diário de Notícias, o Jornal de Notícias, a rádio TSF e a Global Imagem, e o consórcio que adquiriu a sala de espectáculos Meo Arena, em Lisboa.

Para a sessão de apresentação da SBSR.fm estão anunciados os responsáveis da Unicer, patrocinadora da estação, Rui Lopes Ferreira e Nuno Bernardo, além do director-geral da Música no Coração.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub