Tecnologias Novo iphone poderá custar 1.000 dólares

Novo iphone poderá custar 1.000 dólares

Na semana em que a Apple vai apresentar o seu novo iphone são várias as novidades divulgadas pela imprensa. O preço do modelo premium deverá ser de 1.000 dólares. Este modelo, de comemoração dos 10 anos de iphone, perde os números e ganha uma letra: o “x”.
Novo iphone poderá custar 1.000 dólares
Reuters
Negócios 10 de setembro de 2017 às 17:43

"Apple testa fidelidade dos clientes com um iphone de 1.000 dólares". É assim que o Financial Times intitula o texto sobre o próximo lançamento da Apple, revelando assim o preço a que deverá ser disponibilizado o novo "smartphone" com a chancela da maçã.

 

O lançamento do novo iphone está agendado para a próxima terça-feira, 12 de Setembro, e marcará a comemoração do décimo aniversário destes equipamentos.

 

A Bloomberg revela também que o novo modelo chamar-se-á iphone X, deixando cair assim os números que acompanhavam a evolução do iphone. Este novo modelo será uma versão premium, com um novo design, com câmaras melhores e um scan de reconhecimento facial para desbloquear o ecrã.

 

Mas o lançamento não se deverá restringir a este modelo. A Bloomberg adianta que além do iphone x serão ainda lançados o iphone 8 e iphone 8 Plus.

 

Já no final de Agosto, a Bloomberg revelava que deveriam ser apresentados três novos modelos do iphone, avançado com várias novidades. 

 

A confirmação, ou não, das notícias está por dias. Os fãs da Apple e do iphone conhecerão, dentro de dois dias, todas as novidades. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub