Automóvel Novo modelo da Autoeuropa começa a ser vendido no final de 2017

Novo modelo da Autoeuropa começa a ser vendido no final de 2017

O T-Roc começa a ser produzido este ano em Palmela e, poucos meses depois, começa a ser vendido nos concessionários.
Reuters Reuters DR/Minseong kim Reuters Reuters DR/Clément Bucco-Lechat DR/Norbert Aepli
André Cabrita-Mendes 05 de janeiro de 2017 às 11:06

O novo modelo da Autoeuropa vai começar a ser vendido no final de 2017. O T-Roc vai começar a ser produzido na fábrica de Palmela no início do segundo semestre deste ano.

Poucos meses depois, até ao final do ano, o SUV citadino vai chegar aos concessionários portugueses.

 

"No fim do ano vai ser lançado o carro da Autoeuropa, um carro de produção nacional", disse o director-geral da Volkswagen Portugal, José Duarte num encontro com jornalistas esta quinta-feira, 5 de Janeiro.

 

O líder da marca alemã em Portugal sublinhou que o T-Roc não vai ter um grande impacto nas vendas em 2017, por ser lançado no final do ano.

 

No entanto, a Volkswagen está optimista com as vendas para 2018. "Este carro de produção nacional abre grandes perspectivas para o ano de 2018", afirmou, sublinhando que o T-Roc vai provocar o aumento tanto das exportações nacionais, como vai contribuir para a subida das vendas da marca em Portugal.

 

Conforme avançou o Negócios, a Autoeuropa prepara-se para contratar 1.500 trabalhadores para produzir o novo modelo. A fábrica de Palmela espera estar a produzir 200 mil unidades no final de 2018, face às 90 mil actuais.


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira 06.01.2017

Produção nacional, ponto e virgula,julgo que a maior parte dos componentes são importados, a mão de obra é nacional (muito bem) mas por vezes subsidiada ou com perdões fiscais ou outro tipo de facilidades a quais pequenas empresas não têm acesso.

TinyTino 06.01.2017

Um modelo muito interessante. Um SUV descapotável. Parabéns à WV

Anónimo 06.01.2017

Ola boa tarde . Como disse a silvia . Tb gostaria muito de conhecer esse diretor geral ! Queres ver qye trocaram de diretor e nao disseram nada aos colaboradores! !!! No mínimo estranho. E ate trocam o nome da empresa. =0 ... como é possível ??? . Mais uma das noticias que nao notícia. =/

pub
pub
pub
pub