Automóvel Novo Opel Grandland X chega em Novembro

Novo Opel Grandland X chega em Novembro

Depois do Crossland X, a Opel vai estrear um segundo modelo – o Grandland X – saído da aliança o grupo PSA Peugeot Citroën. O novo SUV compacto é feito em França, lado a lado com o Peugeot 3008, com o qual partilha a mesma plataforma (a EMP 2), mas são poucas as semelhanças de ‘design’ entre os dois modelos.
Adriano Oliveira 21 de junho de 2017 às 18:00

Linhas dinâmicas, aparência moderna e robusta de todo-o-terreno e posição elevada dos bancos, característica de um SUV, o novo Opel Grandland X é o terceiro elemento da família de modelos X da Opel, seguindo-se ao Mokka X e ao Crossland X. Por comparação a estes é cerca de 20 centímetros mais comprido.

Em relação ao seu ‘primo’ 3008, o novo utilitário-desportivo da Opel também é mais longo três centímetros (4,48 m) e quase dois centímetros mais alto (1,63 m), mas a distância entre eixos é igual (2,67 m). O volume da bagageira oscila entre os 514 e os 1.652 litros, com os bancos rebatidos.

Fredrik Backman, ‘assistant chief designer’ da Opel, revelou esta quarta-feira, 21 de Junho, em Cascais, as principais novidades do Grandland X, que tem estreia marcada para o próximo Salão de Frankfurt em Setembro, chegando depois, em Novembro, ao mercado nacional.

Excepcionalmente bem equipado, o novo Opel recebe um vasto leque de tecnologias de apoio à condução, desde o aviso de saída de faixa ao reconhecimento de sinais de trânsito à assistência ao arranque em subidas, entre outros.

Em matéria de segurança, o destaque vai para o sistema ‘Grip Control’ de controlo de tracção especial, que permite incursões em terrenos mais desafiantes. Com cinco modos diferentes de funcionamento, o sistema ajusta a distribuição de binário entre as rodas dianteiras, permitindo ‘patinagem’ de uma roda se necessário, e consegue alterar o curso do acelerador e os pontos de passagem de caixa de velocidades automática.

Tal como todos os modelos da marca, o Grandland X possui sistemas avançados IntelliLink de informação e entretenimento, bem como o sistema Opel OnStar, que inclui ‘hotspot’ Wi-Fi 4G. Refira-se que o OnStar passou a disponibilizar recentemente dois novos serviços de reserva de hotéis e localização de parques de estacionamento. As baterias dos ‘smartphones’ podem ser recarregadas por indução, dispensando fios.

Na fase de lançamento, o novo SUV oferece a escolha entre um motor a gasolina e um Diesel, ambos do grupo PSA, que podem ter acopladas transmissões manual ou automática de seis velocidades. Ambas as variantes possuem ‘start/stop’ de série.

A opção a gasolina é constituída pelo tricilíndrico 1.2 Turbo de 130 cv, com injecção directa, e bloco e cabeça construídos em alumínio. Os valores de consumo de combustível situam-se em 6,4 l/100 km no ciclo urbano, 4,9 l/100 km no ciclo extra-urbano e 5,5- 5,4 l/100 no ciclo misto. As emissões, também em ciclo misto, são de 127-124 g/km de CO2, medidas respectivamente sem e com pneus de baixo atrito.


Do lado Diesel, o Grandland X oferece o 1.6 Turbo D com 120 cv de potência. Os consumos homologados são: urbano 5,1-4,7 l/100 km; extra-urbano 4,2-3,9 l/100 km, misto 4,6-4,3 l/100 km; emissões 118-111 g/km CO2).


A Opel acredita que todos estes argumentos fazem do Grandland X uma proposta substancialmente competitiva numa faixa de mercado que não cessa de crescer. Registe-se que nesta classe dos automóveis compactos (modelo Opel Astra e concorrentes), a fatia de variantes SUV aumentou de sete por cento em 2010 para quase 20 por cento no presente.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub