Produtividade e Inovação Nuada, a luva para quem tem dificuldades com pesos

Nuada, a luva para quem tem dificuldades com pesos

A Nuada é uma start-up que desenvolveu uma luva que permite a pessoas, por exemplo idosas ou com problemas ao nível de artrite, possam levantar pesos. Mas não só, a empresa portuguesa espera que esta solução chegue a trabalhadores com actividades exigentes.
Nuada, a luva para quem tem dificuldades com pesos
Negócios com Lusa 30 de janeiro de 2017 às 11:43

Uma luva electrónica que permite a pessoas com problemas nos músculos e nas articulações da mão pegar em objectos pesados, que podem chegar aos 40 quilos, com a mão "relaxada" e sem fazer força. Esta é uma solução desenvolvida pela start-up Nuada, incubada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC).

Esta luva, "segura" e "leve", utiliza têxteis finos, respiráveis, flexíveis, inteligentes e personalizáveis e possibilita devolver a função da mão a pessoas com dor ou falta de força, disse à Lusa o responsável pelo projecto, Filipe Quinaz.

A solução da start-up Nuada baseia-se, principalmente, "em componentes de baixo consumo energético, criados para lidar com suporte de peso pesado, mantendo a sensibilidade ao toque e uma relação não intrusiva com o corpo".


Um das utilizações principais é na área médica, sendo o produto, nesse caso, orientado para pessoas idosas ou que tenham artrite e pacientes que tiveram um acidente vascular cerebral (AVC). O sistema permite também um acompanhamento holístico da função da mão, em tempo real, e os planos de tratamento subsequentes que agilizam a maneira como os dados dos pacientes são "recolhidos, acedidos, compartilhados e aprendidos" pelos profissionais de saúde, acrescentou.


Outro dos focos é o sector que engloba actividades exigentes (trabalhadores em linhas de montagem ou na construção civil, por exemplo), podendo a luva ser utilizada para aumentar o conforto, a segurança e a produtividade desses profissionais.


Segundo Filipe Quinaz, este é o mercado que a equipa prevê entrar com mais facilidade devido à maior simplicidade de certificação e ao facto de, por se tratar de empresas, terem um processo de venda mais simples e comprarem o produto em maior quantidade.


Nuada, o Rei que se tornou numa luva mágica


Em Dezembro de 2014, Filipe Quinaz explicava ao Negócios que, em conjunto, com a sua equipa tinha desenvolvido uma luva que visa minimizar os problemas relacionados com a falta de força na mão e com a dor, por exemplo de pessoas que sofram de artrite. Dizia na altura que tinham inventado "uma luva que conectámos a uma pulseira. O que os dois componentes permitem é que uma pessoa pegue num objecto com a mão completamente relaxada", sem necessidade de grande esforço.

O sistema tem uma pulseira, que parece um relógio, e sensores. Uma pessoa calça a luva, "aparentemente normal", e os dois sistemas ligam-se. A luva tem por dentro uma série de tendões artificiais - fios - que estão ligados aos dedos. E são estes tendões que impulsionam a mão quando esta tem, por exemplo, de pegar num copo. Ou seja, a luva é que executa grande parte do movimento, diminuindo o esforço físico da própria mão. A decisão de activação do sistema é fornecida pelos sensores inseridos na luva, que "permitem saber, através de um algoritmo que desenvolvemos, quando a pessoa quer abrir e fechar a mão".

"Na pulseira, temos o sistema mecânico que equivale ao músculo do braço. Os nossos tendões da mão são puxados pelo músculo do braço. Os tendões da luva mantêm-se em tensão devido ao sistema mecânico", explica.

Porquê o nome Nuada? Nuada era, de acordo com as lendas, um rei celta. Durante uma batalha terá perdido o braço ou a mão, e perdeu também o seu reino. Mais tarde, recebeu o que hoje seria considerado uma prótese. Esta história serviu de inspiração para o nome de uma luva


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Como comprar a luva eletrônica?

luis 01.02.2017

como pode ser adquirida a luva ?

ahhahahahahaha 31.01.2017

Digam ao gajo que já existem roldanas há muito tempo, que anedota, lol.

pub