Banca & Finanças Nuno Amado considera que emissão de dívida teve "custo muito satisfatório"

Nuno Amado considera que emissão de dívida teve "custo muito satisfatório"

O presidente do BCP não deu pormenores sobre a emissão de dívida, que terá sido com uma taxa de 4,5%, mas mostrou-se confiante na operação, apesar do afastamento de grandes fundos.
Nuno Amado considera que emissão de dívida teve "custo muito satisfatório"
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 29 de novembro de 2017 às 14:00
"Satisfatório. Muito satisfatório". Foi assim que Nuno Amado classificou o custo de financiamento que enfrentou na emissão de dívida de 300 milhões de euros agendada para esta quarta-feira, 29 de Novembro.

Segundo a agência Bloomberg, o banco privado vai pagar uma taxa de cupão de 4,5% na colocação de dívida subordinada, com prazo a 10 anos.

Nuno Amado não comentou o custo, por deveres de confidencialidade, mas afirmou que a operação foi um "sinal de confiança no BCP". "Estou muito confiante", disse.

De acordo com agência de informação financeira, ao início da tarde, registava-se uma procura superior a 900 milhões de euros para uma emissão de dívida subordinada de 300 milhões.

O banqueiro não quis dar mais pormenores sobre a operação, que só deverão ser conhecidos no final da sessão bolsista, que ocorreu depois de os grandes fundos internacionais, como a BlackRock, terem boicotado a operação, como tem acontecido noutras transacções, por conta da decisão de retransmissão de dívida sénior do Novo Banco para o BES "mau", em 2015.



A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

O custo será bom?
Só se vier a acontecer o que aconteceu com o BES, não paga e é tudo lucro.
Ainda me lembro das obrigações convertíveis impingidas aos clientes com a promessa de juro de 7% nos 2 1ºs anos e taxa euribor + uns pózinhos nos anos seguintes, para passado pouco tempo o BCP as converter em acções a 0,60€/cada isto antes do reverse 75/1. grande negócio para os clientes!

comentários mais recentes
J. SILVA Há 1 semana

Ao Ó SILVA,
Sem me conhecer, emite opiniões patéticas sobre os meus conhecimentos, porque o que disse no meu comentário são factos e nada mais. A sua reação é maníaca e terá a ver com o facto de ter ações do BCP e na sua ilusão pensar que tem um diamante e dizer mal do "Deus Amado" é pecado. FIM

Anónimo Há 1 semana

O custo será bom?
Só se vier a acontecer o que aconteceu com o BES, não paga e é tudo lucro.
Ainda me lembro das obrigações convertíveis impingidas aos clientes com a promessa de juro de 7% nos 2 1ºs anos e taxa euribor + uns pózinhos nos anos seguintes, para passado pouco tempo o BCP as converter em acções a 0,60€/cada isto antes do reverse 75/1. grande negócio para os clientes!

Ó J.Silva Há 1 semana

Não conheço, nem quero conhecer. Apenas disse, e repito, que não percebes nada disto. É bastante objectivo. E que como não percebes, mais valia estares calado, porque é evidente que só dizes disparates. Até podes ser boa pessoa (mas duvido que sejas), mas de bolsa e finanças não pescas nada.

J. SILVA Há 1 semana

Ao Ò J. SILVA"
Não é habitual responder a pessoas que não conheço e que à falta de argumentos e de conhecimento insultam gratuitamente. Não sabe minimamente do que fala, deve ser um chico esperto que a coberto do anonimato expelem um fedor nauseabundo. A ignorância e má educação são atrevidas.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub