Banca & Finanças Nuno Amado: "Tomámos uma decisão muito equilibrada" em relação ao Novo Banco

Nuno Amado: "Tomámos uma decisão muito equilibrada" em relação ao Novo Banco

"Temos obrigação de defender os interesses" do BCP, explicou o presidente executivo do banco, justificando o facto de ter avançado para tribunal contra o mecanismo de protecção dos activos problemáticos do Novo Banco.
Nuno Amado: "Tomámos uma decisão muito equilibrada" em relação ao Novo Banco
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago 04 de setembro de 2017 às 17:44

Nuno Amado defende que o BCP tomou uma decisão "muito equilibrada" ao avançar para tribunal contra o mecanismo de protecção dos activos problemáticos do Novo Banco.

"Temos obrigação de defender os interesses do Banco", sublinhou, adiantando que o processo "não tem qualquer efeito" na venda do Novo Banco à Lone Star, afirmou durante a cerimónia de comemoração dos 30 anos do BCP em bolsa, na Euronext.

 

O presidente do BCP reconheceu que a decisão sobre o processo no Tribunal Administrativo "foi" uma forma de prestar contas ao mercado e aos accionistas. "Temos a responsabilidades de ser diligentes", justificou. 

 

"A avaliação que fizemos face à informação que tínhamos - que não é completa - é que tínhamos a obrigação de clarificar alguns aspectos", esclareceu. "Mas sabendo que há outros interesses não pedimos a suspensão da operação" de venda do Novo Banco.

 

"Temos a obrigação de defender os interesses do banco e a decisão não tem qualquer efeito na operação do Novo Banco. Fizemos o que fizemos de forma equilibrada", sublinhou.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Judas a cagar no deserto Há 2 semanas

Ó J.SILVA vai levar onde levam as galinhas.

Quem FUDEU isto tudo foi o Zé Xócrates, lembram-se ?

General Ciresp Há 2 semanas

Ver,ouvir um pobre gemer,doi,mas ouvir um tipo deste faz raiva.1 EMIGRANTE com as contas congelas segura/ com o passado e o vindouro deve andar a volta de 10 anos,mais 25% no minimo q vai receber a menos da sua conta,tudo por obra e trabalho destes engravatados,e este cao nao se da com 1 outro igual

J. SILVA Há 2 semanas

Com a criminosa resolução do BES, o governador e o governo anterior com a colaboração do Cavaco, assassinaram o já quase defunto mercado de capitais e puseram a banca de raiz nacional em coma. Para o pulha do governador nada aconteceu. Despachou para os bancos 5000 M e agora na venda mais 4000 M.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub