Banca & Finanças Nuno Amado não vê razão para fracasso das negociações com Fosun

Nuno Amado não vê razão para fracasso das negociações com Fosun

Sublinhando que o BCP já fez um trabalho "aprofundado" na sua reestruturação, o CEO do BCP declarou que as negociações com a Fosun continuam. E nem há razões para o insucesso.
Nuno Amado não vê razão para fracasso das negociações com Fosun
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 03 de Outubro de 2016 às 13:09

Nuno Amado está em conversações exclusivas com a Fosun para o investimento no Banco Comercial Português. E, neste momento, não vê qualquer motivo para que não sejam bem-sucedidas.

 

"Espero que sejam bem-sucedidas e não vejo razões para que não o sejam. É um processo que está em curso", indicou o presidente executivo do BCP em declarações aos jornalistas em Lisboa esta segunda-feira, 3 de Outubro, segundo a Bloomberg.

Nas negociações em curso, e conforme o Negócios já noticiou, a compra de 16,7% do banco nacional será feita com um desconto de 10% a beneficiar o conglomerado chinês de Guo Guangchang.

 

Na semana passada, a administração do banco privado voltou a mandar a comissão executiva sob o comando de Nuno Amado para continuar as negociações exclusivas com o BCP enquanto tenta satisfazer as últimas condições impostas, como o aval do Banco Central Europeu ao investimento chinês.

Ao mesmo tempo, depois de uma alteração legislativa promovida pelo Governo, já pode avançar o "reverse stock split" do BCP, onde cada grupo de 75 acções do banco vai ser reunido de modo a ser reagrupado em apenas um título. 

 

Numa altura em que se fala em cortes de pessoal na banca europeia e também nos portugueses Novo Banco e CGD, Nuno Amado sublinhou que o BCP, que também já pronunciou movimentos de saída de pessoal, "fez um trabalho aprofundado na sua reestruturação e reorganização". 

As acções do BCP estão a ganhar 1,30% para 15,6 cêntimos por acção com o índice português PSI-20 a avançar 0,05%. 




A sua opinião20
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG 03.10.2016

Negociar? o que é que este gajo estará a negociar com os chineses se já concordou em entregar-lhes o banco por meia dúzia de patacas? só se for o seu pacote remuneratório generoso como paga pelo serviço que tem estado a fazer em benefício dos chineses e contra os atuais acionistas. Se os chineses poupam largas centenas de milhões, bem podem dar alguns milhões ao Amado.

Os chineses, que se propõem investir até 500 milhões, já falam como se fossem donos do banco BCP - um banco com capitais próprios de 3 mil e tal milhõs de euros e ativos de cerca de um terço do PIB português.

Ainda há pouco vi e ouvi na TV o Amado a falar de um acionista âncora, referindo-se aos chineses. Acionista âncora? dado o comprimento da corda - com a âncora fixada a milhares de kms - não me parece que esse seja lá um grande apoio.

comentários mais recentes
J. SILVA 03.10.2016

Por estas declarações o Amado não pode estar bem do juízo, digo mais está demente.-Estas declarações nem um bandalho, se estivesse no seu perfeito juízo , as faria. Tudo muito estranho, contradições e falta de decência .também não se entendem os accionistas ditos de referência.

Anónimo 03.10.2016

Cuidado. Quando e se, a Fosun conseguir perceber em bom rigor o que é o BCP, provavelmente não põe lá um cêntimo. É que o BCP precisa de 5 mil milhões, não de 500 milhões. E ao ficarem como acionistas ancora, ou acompanham o que for preciso em termos de capital, ou vai tudo para o charco, como sempre foi para os acionistas deste banco. Nem percebo como chamam banco aquela que é seguramente a empresa que mais capital destrói, talvez no mundo.

Anónimo 03.10.2016

Os que trocaram obrigações por acções podem ter 10% de desconto?
É que já la vai 80% do valor no lixo.
9 cêntimos para agora 1.5

nin 03.10.2016

BCP valia no fecho 920M. Mesmo que a Fosun entre com 30% sem desconto faltam 473M só para pagar os CoCos. Vai mesmo ter que ser feito um AC, no qual os accionistas patos vão limpar a porcaria para entregar o banco aos chineses limpinho. AC acima de 473M será para roubar o BCPato. Cuidado.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub