Automóvel O adeus da Rolls Royce ao Phantom VII

O adeus da Rolls Royce ao Phantom VII

13 anos depois, a linha de produção do Phantom VII vai ser desmantelada. Segue-se o Phantom VIII, que quer manter o luxo mas vai apostar noutros materiais, para continuar a seduzir os multimilionários do mundo.
Negócios 31 de janeiro de 2017 às 17:34
O último Phantom VII, da Rolls Royce, acaba de sair da linha de produção no Reino Unido. Depois de 13 anos desde que foi introduzido, o último modelo abandonou a fábrica em West Sussex, em Inglaterra, destinado a um coleccionador que não foi identificado.

O automóvel, tal como todos os desta última saga dos Phantom, foi altamente personalizado de acordo com os desejos do cliente. Neste caso, a encomenda queria uma viatura inspirada no visual das linhas de cruzeiros dos anos 30, e são inúmeros os detalhes que remetem para essa época e para o mar.

O Phantom, inicialmente apresentado em 1925, é a marca da Rolls Royce para o segmento mais de topo e, segundo a construtora, teve sempre como objectivo revolucionar a construção de automóveis e disputar o título de melhor carro do mundo. Esta última fase, a do Phantom VII, iniciou-se em 2003 e foi encarada como o grande teste: conseguiria a Rolls Royce afirmar-se novamente?

A reacção da crítica especializada foi boa, depois de um período de desenvolvimento de cinco anos, passados em grande secretismo. Actualmente, a fabricante tem 60 trabalhadores focados no Phantom, com muito do trabalho a ser efectivamente manual. Agora, segundo a Rolls Royce, esta linha de produção é desmantelada, mas está já nos planos a introdução do Phantom VIII.

Do Phantom VII sobram os carros em colecções de todo o mundo e as imagens do último modelo.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 02.02.2017

Não é o "d luxo" ideal para fazer leasing em nome da empresa, deduzir ou fazer despesa empresarial, para irmos ao supermercado, almoçar, copos, irmos de férias em Agosto... este é para pagar, usar normalmente e guardar longos anos.

Oh carago la fico sem comprar o meu. 02.02.2017

Nao e possivel, pois logo agora que consegui roubar mais uns milhares de €€€€€uros, ja nem posso comprar um Fhantom, mas que se lixe tambem nao passa mesmo disto um caxarro de quatro latas chamado Fantasma. Hehehehehei.

Anónimo 01.02.2017

https://goo.gl/forms/x0xEbq0UtoHFDzJm1

Obrigado pelo seu tempo.

bandido 31.01.2017

Quem explora portugal atravez das tx de juros que nao param de subir,podem facilmente adquerir um bolide destes.portugal a esfarrapar-se para os outros gozarem.Gerigonca amiga.

pub