Aviação O advogado que sabe "quase tudo" da aviação comercial não tem "vergonha" de ir para a TAP

O advogado que sabe "quase tudo" da aviação comercial não tem "vergonha" de ir para a TAP

Ajudou a reconfigurar o esquema de privatização da TAP em nome do Estado. É agora nomeado para a administração. "Sentido de serviço público", justifica Lacerda Machado, em declarações ao Expresso.
O advogado que sabe "quase tudo" da aviação comercial não tem "vergonha" de ir para a TAP
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 12 de junho de 2017 às 12:47

Diogo Lacerda Machado orgulha-se do trabalho que fez na marcha atrás promovido pela Governo na privatização da TAP. "Não tenho vergonha", respondeu já a Pedro Passos Coelho, que dissera, no fim-de-semana, que a sua nomeação era uma "pouca-vergonha".

 

"Como a última coisa que [Passos Coelho] disse – ‘fica tão mal a quem nomeia como a quem aceita’ – se dirige a mim, digo apenas que não tenho vergonha", afirmou em declarações ao Expresso o advogado que diz saber a matrícula dos aviões da empresa e que defende conhecer "quase tudo sobre aviação comercial e civil".

 

No sábado, o semanário confirmou que Lacerda Machado vai ser administrador da transportadora aérea, uma notícia já avançada no início de Março pelo Negócios. Miguel Frasquilho será o presidente não executivo. Lacerda Machado trabalhou, em nome do Executivo, no recuo do desenho da privatização da TAP em que o Estado deixou de ter 39% e passou a ter 50% da empresa. O ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho considerou que, depois de ter feito esse trabalho, não deveria ir para a TAP: é uma "pouca-vergonha". 

 

"Os factos mostram que foi possível reconfigurar a privatização da TAP para um modelo em que os privados investem o mesmo, mas ficam com 45% do capital da empresa, em vez de 61%", frisou Lacerda Machado ao Expresso. 

 

Ao jornal, esta segunda-feira, Lacerda Machado mostrou-se com "imenso orgulho naquilo" que ajudou a concretizar. "Foi com sentido de serviço público. O mesmo sentido de serviço público que me levou a aceitar e, suponho, que a ser convidado". Foi essa mesma a justificação para Lacerda Machado ter trabalhado sem remuneração – algo que foi depois revertido

 

O amigo de António Costa também falou à Rádio Renascença sobre o tema: "Tenho, sobretudo, uma muitíssimo firme convicção de que a TAP está num extraordinário caminho de sucesso e, portanto, sinto um especial orgulho pessoal por ter podido, até aqui, contribuir para isso".

 

Governo elogia trabalho de Lacerda Machado

 

Diogo Lacerda Machado, que também foi recentemente nomeado para presidente da mesa da assembleia-geral da empresa privada Pharol (antiga PT SGPS), será administrador da TAP, em nome do accionista Estado, tendo estado ainda envolvido em vários dossiê representando o Governo. O mais mediático é a solução para os investidores em papel comercial do Grupo Espírito Santo, cuja concretização está neste momento dependente do Parlamento.

 

Com António Costa na liderança do primeiro-ministro, o advogado foi também chamado a mediar as relações entre Isabel dos Santos e o CaixaBank para resolver o impasse que se verificava no BPI, onde ambos eram os maiores accionistas. O mediador esteve envolvido em vários temas, motivo pelo qual foi considerado pelo Negócios o 28º mais poderoso do país.


À Lusa, o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, disse no fim-de-semana que o advogado Diogo Lacerda Machado, nomeado para administrador da TAP, "já deu provas de saber negociar vários dossiês complexos, mas sobretudo saber interpretar bem os interesses públicos". 


A sua opinião36
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO Há 1 semana


A maior pouca vergonha em Portugal , foi um povo ter sido enganado , roubado e quase destruído por quem fugiu a pagar o devido á Seg. Social e outros casos nunca cabalmente esclarecidos.
Alguém que sempre desejou o mal aos portugueses ao ponto de ter querido empobrecer os portugueses baixando o ordenado mínimo e roubando reformados e quem trabalha para além de ter escorraçado a juventude mais bem formada que já alguma vez tivemos.
Agora, anda ressabiado a tentar lavar o cérebro aos portugueses a ver se não têm MEMÓRIA !
Este indivíduo devia aprender . . . mas não tem essa capacidade !
Não sabe o que é honradez, o que é palavra dada , palavra honrada , que é o que nunca teve !
Agora agarra-se a tudo para denegrir gente séria !
Coitado de Manuel Veiga , Sá Carneiro e outros fundadores do PSD.
Quanto a este devia estar preso . . .
Fiquemos por aqui . . .
Ah...antes que alguém responda informo que não tenho cor mas sou Português e os gatunos vêem-se á distân

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Como a memoria é curta, já esqueceram os anos 80, as bandeiras negras em Setubal, o imposto complementar, os certif. aforro quase a esfumar, o caso Mateus,o Sabimbi, casa pia, o caso Marquês e muitos mais...ultimamente o povo tem sofrido de amnésia ...volta Salazar ou Cunhal tanto faz.

JR Há 1 semana

- realmente, é uma vergonha quando a garotada da bandeirinha na lapela abre a bocarra

A tua ladainha do diabo esta fora de prazo Há 1 semana

Passos queria o emprego para ele ou para um seu boy mas passos é passado ainda não acordou do coma, ex .votante do PSD com meu voto não mamas mais.

Anónimo Há 1 semana

Qual foi o partido que levou o país a 4 bancarrotas? Alguém se lembra????
A austeridade foi imposta pela falta de dinheiro em que VCS nos deixaram....
Mas por este andar? vem aí outra!!!!!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub