Empresas O Feliz “metaliza” centro comercial angolano Xyami Kilamba

O Feliz “metaliza” centro comercial angolano Xyami Kilamba

A metalomecânica bracarense O Feliz, que factura 36 milhões de euros, participa na construção do futuro centro comercial Xyami Kilamba, em Angola, uma empreitada que deverá gerar receitas de 2,5 milhões de euros.
O Feliz “metaliza” centro comercial angolano Xyami Kilamba
Metelomecânica bracarense O Feliz participa na construção do "shopping" Xyami Kilamba, em Angola.
Rui Neves 13 de dezembro de 2016 às 11:28

Em Angola, onde detém uma unidade industrial, O Feliz ganhou a adjudicação, em regime de subempreitada, do fabrico e montagem da estrutura metálica do futuro centro comercial Xyami Kilamba, na região angolana de Kilamba, que deverá gerar uma facturação de cerca de 2,5 milhões de euros para a metalomecânica bracarense.

"Trata-se de um projecto de grande dimensão e complexidade ao nível logístico dado a elevada quantidade de materiais transportados. Foram necessários contentores de 12 metros e a quantidade de material excedeu a centena de contentores que atingiu os 6.700 metros cúbicos. Sem dúvida um desafio, mas estamos preparados para responder a qualquer projecto, em qualquer parte do mundo", garante António Feliz, presidente do grupo, em comunicado.

A subempreitada inclui fabrico e montagem de cerca de 900 toneladas de estrutura metálica, em construção soldada, composta por perfis laminados, chapas laminadas e perfis reconstruído soldados, montada sobre estrutura de betão armado, por meio de ligações aparafusadas.

A estrutura fornecida contempla todas as coberturas do "shopping", as coberturas das zonas de cargas e descargas e zonas técnicas, a estrutura de suporte das caixilharias nas entradas acessíveis ao público, as bancadas dos cinemas e o totem publicitário.

"O facto de o grupo O Feliz ter uma unidade de produção em Angola, com elevada capacidade instalada e recursos humanos altamente qualificados, facilitou a nossa rápida resposta em termos de solução global, numa altura em que Angola está numa fase de expansão no sector do ‘retail’", realça o empresário.

O Feliz Metalomecânica é uma empresa especializada em construção metálica, perfilagem de chapa, corte e quinagem de chapa, fabrico de colunas de iluminação e torres de comunicação, serralharia em aço inox, alumínio e corte a laser.

Fundada em 1945 como uma fábrica especializada no negócio de balanças, O Feliz emprega cerca de 400 trabalhadores e facturou 34 milhões de euros em 2015, prevendo fechar este ano com receitas de 36 milhões, com as exportações a representarem cerca de um terço do total.

Presente em Angola com uma unidade industrial e em Moçambique, Argélia e Marrocos, com delegações comerciais, O Feliz está a preparar a sua entrada em novos mercados, nomeadamente em França, Bélgica e Colômbia. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ggov 13.12.2016

O problema é transferir o dinheiro para Portugal. Muitas empresas estão a arder com a retenção de muitos milhões, sem poderem parar aos fornecedores em Portugal

pub
pub
pub
pub