Banca & Finanças O GES em queda pelo mundo

O GES em queda pelo mundo

O ramo financeiro do Grupo Espírito Santo tinha ramificações pelo mundo. Suíça, Luxemburgo e EUA são alguns exemplos.
O GES em queda pelo mundo
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 12 de novembro de 2017 às 22:05

Portugal
É em Portugal que está a decorrer o processo de liquidação do BES, desencadeado pelo Banco de Portugal em Julho do ano passado. Neste momento, foi já iniciada uma nova fase: a comissão liquidatária emitiu um parecer em que considera que a insolvência do banco foi culposa, atribuindo responsabilidades a Ricardo Salgado e outros 10 gestores do BES e três outros membros do grupo bancário.

Luxemburgo
O grão-ducado era a localização da sede das principais "holdings" do GES. ES Control, ESI, Rioforte, ESFG, Esfil e ES Industrial são sociedades que tiveram o mesmo destino: a insolvência. Neste momento, ainda há tentativas de vendas de activos que pertencem às sociedades (sobretudo ESI e Rioforte). A ESFG e a Esfil eram os representantes do ramo financeiro do grupo no Luxemburgo.

Suíça
O próprio Banque Privée Espírito Santo está em insolvência na Suíça, tendo, depois, empurrado para o mesmo destino a sua sucursal em Portugal. Enquanto reclama créditos às insolventes do Luxemburgo, também sofre com pedidos de ressarcimento por parte dos seus credores.


Estados Unidos
Outros activos da área financeira do GES estavam em várias geografias espalhadas pelo globo: Panamá, Dubai e Estados Unidos da América. No caso do banco norte-americano, o antigo ES Bank Miami, agora Brickell Bank, está em processo de venda, sendo que o valor da sua alienação reverterá para a massa liquidatária do BES mau, o seu accionista directo. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Boca de sapo deve ser pendurado a secar! Há 1 semana

Pendurai Ricardo Salgado pelos testículos num poste público para q toda a gente veja o salafrário a dissecar! Não merece outra coisa! Vai morrer primeiro antes de acabar os processos da justiça! Em Portugal a justiça é lenta, lenta q se farta. E o boca de sapo já devia estar a fabricar tijolo!