Construção Obras públicas em máximos desde a chegada da troika

Obras públicas em máximos desde a chegada da troika

Só nos primeiros seis meses deste ano foram anunciados concursos de obras públicas no valor de 1.480 milhões de euros, mais do dobro do verificado no mesmo período do ano passado.
Obras públicas em máximos desde a chegada da troika
Rita Faria 02 de agosto de 2017 às 11:51

Desde 2011, ano em que Portugal pediu assistência financeira aos parceiros internacionais, que o Governo português não abria tantos concursos de obras públicas como os que foram anunciados nos primeiros seis meses deste ano.

 

Segundo um relatório da AICCOPN (Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas), entre Janeiro e Junho deste ano, o total de concursos de empreitadas de obras públicas promovidos atingiu os 1.480 milhões de euros.

 

Este valor é mais do dobro do verificado no período homólogo de 2016 e o mais elevado desde o primeiro semestre de 2011.

 

Já os contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas neste primeiro semestre (no âmbito de concursos de obras públicas) ascenderam a 522 milhões de euros, cerca de metade do montante total relativo ao ano de 2011 (1.137 milhões de euros).

 

Os 522 milhões de euros representam uma subida de 80% face ao verificado nos primeiros seis meses do ano passado.

 

A AICCOPN destaca que o diferencial entre obras anunciadas e contratações celebradas atinge já os 957 milhões de euros.

 

Os contratos celebrados em resultado de ajustes directos situaram-se nos 310 milhões de euros, mais 18% em termos homólogos.





pub