Telecomunicações Oi terá aprovado novo plano de recuperação judicial

Oi terá aprovado novo plano de recuperação judicial

O conselho de administração da Oi já terá aprovado a proposta do plano de recuperação judicial que irá apresentar aos credores, no próximo dia 23 de Outubro.
Oi terá aprovado novo plano de recuperação judicial
Reuters
Sara Ribeiro 06 de outubro de 2017 às 13:31

A Oi terá aprovado na quinta-feira a proposta do plano de recuperação judicial da operadora que será apresentado aos credores em assembleia-geral agendada para o dia 23 de Outubro. A notícia é avançada pelo site brasileiro Valor Econômico, que cita duas fontes próximas do processo.

A nova versão do plano já terá tido o "ok" do regulador brasileiro de telecomunicações (Anatel), que no início de Agosto tinha pedido à Oi para refazer o plano de recuperação judicial por ter algumas dúvidas sobre a "fiabilidade temporal" da versão apresentada.

As mesmas fontes adiantaram ao site brasileiro que ainda "há detalhes" da nova proposta por definir, mas as linhas gerais foram aprovadas durante a reunião de quinta-feira do conselho de administração da operadora.

A nova proposta já deveria ter sido aprovada em reunião na semana passada. No entanto, houve divergências entre os administradores e os accionistas da operadora, que tem a Pharol como maior accionista. Uma situação que levou a Anatel a emitir um comunicado a revelar que havia "indícios de conflito de interesse", relembra o Valor Econômico.

A mesma fonte conta que uma das divergências teve como base a proposta dos representantes do fundo Société Mondiale, do empresário Nelson Tanure, a qual defendia a utilização dos recursos financeiros em caixa para pagar dívidas

 

Em Junho do ano passado a Oi avançou com um pedido de recuperação judicial, o maior da história brasileira com uma dívida superior a 65 mil milhões de reais. A Anatel é uma das maiores credoras da Oi. A operadora acumulou multas de cerca de 11 mil milhões de reais (cerca de 3 mil milhões de euros).

Recentemente, a Oi também anunciou que a assembleia geral de credores foi adiada de 9 para 23 de Outubro, em primeira convocatória e dia 27 de Novembro, em segunda convocatória.




pub