Empresas Oi contrata PJT Partners como assessora financeira

Oi contrata PJT Partners como assessora financeira

A operadora de telecomunicações brasileira contratou a PJT Partners como sua assessora financeira para a ajudar na avaliação de alternativas financeiras e estratégicas que visam optimizar a sua liquidez e o perfil de endividamento.
Oi contrata PJT Partners como assessora financeira
Bloomberg
Negócios 10 de Março de 2016 às 00:39

A Oi – na qual a Pharol (ex-PT SGPS) detém 27,5% do capital – comunicou esta noite ao regulador do mercado brasileiro que contratou a consultora PJT Partners como sua assessora financeira "para auxiliar a Oi na avaliação de alternativas financeiras e estratégicas para optimizar a sua liquidez e o seu perfil de endividamento".

 

O foco operacional e comercial da companhia permanece inalterado, sublinha a operadora brasileira no mesmo documento, garantindo que "os clientes são prioridade máxima da companhia".

 

"A Oi está empenhada em continuar investimentos que garantam uma melhoria permanente da qualidade dos serviços, os quais acredita permitirão continuar a levar avanços tecnológicos aos seus clientes em todo o Brasil", refere o comunicado.

 

Além disso, acrescenta, "a Oi também mantém os seus esforços para melhorias operacionais e para transformação do negócio, com foco na austeridade, optimização de infra-estruturas, revisão de processos e acções comerciais".

 

A 1 de Outubro passado, a Blackstone e a PJT Partners anunciaram a conclusão, com êxito, da cisão dos serviços financeiros e de consultoria estratégica da Blackstone, bem como a reestruturação e reorganização dos serviços de consultoria e dos negócios do Park Hill Group, que foram agregados à PJT Capital – uma consultora financeira independente fundada por Paul J. Taubman – com vista à criação da PJT Partners.

 

Taubman, que foi director do departamento de fusões e aquisições do Morgan Stanley, uniu forças com a Blackstone para criar aquela que se tornou a PJT Partners, conforme recorda o Institutional Investor.

 

A PJT Partners entrou em bolsa ainda em Outubro de 2015, passando a estar cotada em Nova Iorque. Arrancou com 350 empregados na qualidade de consultora em operações de reestruturação, de investimento e de fusões e aquisições.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub