Energia Operador de mudança de comercializador traz poupança de 2,3 milhões de euros nas tarifas

Operador de mudança de comercializador traz poupança de 2,3 milhões de euros nas tarifas

O empresário João Paulo Girbal foi o escolhido pelo Governo para liderar o Operador Logístico de Mudança de Comercializador (OLMC).
Operador de mudança de comercializador traz poupança de 2,3 milhões de euros nas tarifas
Pedro Elias/Negócios
Lusa 25 de Novembro de 2016 às 15:56

O secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, afirmou esta sexta-feira que o novo Operador Logístico de Mudança de Comercializador (OLMC) de electricidade e gás natural permitirá uma poupança de 2,3 milhões de euros por ano nas tarifas.

 

Na intervenção na discussão das propostas para o Orçamento do Estado para 2017 (OE2017), o governante explicou que "a existência, pela primeira vez, do operador de mudança independente fará com que os comercializadores saibam qual o melhor fornecedor e façam a mudança de imediato".

 

Actualmente, as funções de mudança de comercialização são desempenhadas, no caso da electricidade, pela EDP Distribuição, e no gás natural, pela REN Gasodutos, e custam 2,3 milhões de euros por ano, estando incluídas nas tarifas pagas pelos consumidores. 

 

"Isto hoje é feito pelas empresas e pago pelo consumidor e agora passa a ser feito por uma entidade independe e não haverá mais encargos para os consumidores", afirmou Seguro Sanches.

 

O empresário João Paulo Girbal foi o escolhido pelo Governo para liderar o OLMC de electricidade e de gás natural, que arrancará em 2017, com a designação 'Poupa Energia'.

 

A criação de um OLMC independente para facilitar o processo de mudança de fornecedor de electricidade e de gás natural estava prevista nas Grandes Opções do Plano (GOP) e na proposta de OE2017.

 

A intenção é que esta plataforma independente preste serviços alargados de apoio aos consumidores, aumentando a perceptibilidade e comparabilidade das tarifas, consumos e facturações de energia.

 

Além de fornecer informação sobre as propostas comerciais existentes no mercado, esta entidade permitirá ainda aos consumidores fazerem a mudança de comercializador, o processo designado 'switching'.

 

Actualmente, as funções de mudança de comercialização são desempenhadas, no caso da electricidade, pela EDP Distribuição, e no gás natural, pela REN Gasodutos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub