Desporto Os 32 clubes de futebol mais valiosos da Europa

Os 32 clubes de futebol mais valiosos da Europa

A KPMG elaborou um ranking em que elenca os 32 clubes de futebol do Velho Continente que detêm maior avaliação empresarial. O Benfica é o único clube português numa lista liderada pelo Manchester United e em que predominam os clubes dos cinco principais campeonatos europeus.
reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters Luís Manuel Neves reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters
Negócios 31 de maio de 2017 às 17:47



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ElAlfredo 31.05.2017

Avaliação empresarial, talvez (não sei qual o método ou os parâmetros utilizados para avaliar do ponto de vista empresarial, mas, 340 milhões - valor da avaliação - são inferiores ao valor da dívida).
Avaliação desportiva é outra coisa, e esta é que conta. Não são os negócios que jogam. São os desportos, c/ relevo para o futebol, que têm impacto na imagem, como na economia, e até influência política.
O Benfica, a nível local, tem algum ascendente baseado em vicissitudes que afectam o futebol português, portanto, apenas a nível local, porque a nível internacional, não há correspondência entre a mediocridade que por aqui grassa e defende certos interesses, e a necessidade de qualidade, para se impor a nível da Europa e do mundo, como demonstrado pelo FCPorto que, mesmo sofrendo c/ diferenças nos critérios de arbitragens, que foram determinantes para sonegar, pelo menos mais dois troféus internacionais, não deixa de ter, mais de três vezes, os troféus internacionais do Benfica.