Empresas Os 45 mais ricos de Portugal têm 24 mil milhões de euros. São 13% do PIB

Os 45 mais ricos de Portugal têm 24 mil milhões de euros. São 13% do PIB

Os mais ricos do país são, na sua maioria, homens com mais de 60 anos de idade, segundo a lista da Forbes Portugal. Mas no ranking há também dois "unicórnios" e cinco mulheres - e uma delas tem mesmo a maior fortuna do país.
Carla Pedro 10 de julho de 2018 às 18:08

A viúva de Américo Amorim é a mais rica do país, segundo a Forbes Portugal. A fortuna de Maria Fernanda Amorim & família está avaliada em 4.502 milhões de euros, sendo que a Galp Energia e a Corticeira Amorim são os seus principais activos, revela a revista, que no dia 12 de Julho divulga numa edição especial os 45 mais ricos de Portugal.

 

Na segunda posição surge Alexandre Soares dos Santos & família, com um património de 3.419 milhões de euros. Principal activo? A Jerónimo Martins, dona do Pingo Doce.

 

A completar o pódio está Vítor Manuel da Silva Ribeiro & família, com 1.401 milhões de euros. Os principais activos do homem cujo pai iniciou em 1931 os negócios da família na construção são a Alves Ribeiro Construção, Banco Invest e Mundicenter.

 

Segue-se Vasco de Mello e família, com o presidente do grupo José de Mello a contabilizar uma fortuna de 1.179 milhões de euros. Os principais activos são a José de Mello Saúde e a Brisa.

 

A fechar o quinteto dos mais ricos do país está Pedro Queiroz Pereira, que tem como principais activos a Semapa e o hotel Ritz. O património do industrial português ascende a 1.129 milhões de euros.

 

Manuel Violas e Rita Violas e Sá ocupam a sexta e sétima posição, com 889 milhões de euros, sendo que a Super Bock Group e a Solverde são os principais activos. Os irmãos têm posições iguais no grupo Viacer (que detém o grupo Super Bock), principal activo da família Violas, pelo que a Forbes uniu as fortunas dos dois, mas no ranking ocupam um posto cada um.

 

Já o grupo Luís Vicente (presente na área de produção e comercialização de fruta e legumes) e a Refriango (produção e distribuição de refrigerantes sumos, águas, bebidas energéticas e bebidas alcoólicas, sendo uma referência no continente africano) são os principais activos que garantem uma fortuna de 822 milhões de euros a Luís Vicente.

 

Em nono lugar surge o CEO do primeiro unicórnio da lista – designação dada às empresas avaliadas em pelo menos mil milhões de dólares. Trata-de José Neves e é o presidente executivo da Farfetch,  plataforma de comércio electrónico de moda nacional e internacional. O empresário de Guimarães tem um património avaliado em 689 milhões de euros.

 

A encerrar o grupo dos 10 mais ricos de Portugal está o comendador Fernando Pinho Teixeira, presidente do conselho de administração do grupo Ferpinta, que é o seu principal activo e que o coloca entre os mais abastados do país com 612 milhões de euros.

 

Na quinta-feira, a Forbes Portugal – que pela primeira vez elabora esta lista para Portugal– irá revelar os restantes 35 nomes. No total, estas 45 pessoas têm uma fortuna agregada superior a 24 mil milhões de euros, o que corresponde a cerca de 13% do PIB do país.

A Forbes Portugal definiu como ponto de partida os milionários com fortunas líquidas superiores a 150 milhões de euros.

 

Jorge Mendes (fortuna de 157 milhões de euros), dono da Gestifute, é o mais mediático da lista, e António Alexandrino de Oliveira Daniel o menos conhecido do grande público, revela a revista.




pub