Banca & Finanças Os partidos queriam chamá-los ao inquérito à CGD. Mas as audições não aconteceram

Os partidos queriam chamá-los ao inquérito à CGD. Mas as audições não aconteceram

A auditora, o ex-presidente da comissão de auditoria, ex-gestores e ainda os representantes de trabalhadores dos bancos eram nomes indicados pelos partidos no arranque dos trabalhos. As audições nunca chegaram a ocorrer.
Os partidos queriam chamá-los ao inquérito à CGD. Mas as audições não aconteceram
Bruno Simão
Diogo Cavaleiro 02 de julho de 2017 às 20:40

Eduardo Paz Ferreira
O presidente da comissão de auditoria durante a gestão de José de Matos era um dos nomes propostos pelos partidos. Presidiu, por dois mandatos, à comissão de auditoria e, por outros dois, ao conselho fiscal da CGD. Não foi chamado.


Antigos gestores
As listas definidas pelos partidos avançavam com nomes de várias gestões. De 2011 a 2016, Nuno Fernandes Thomaz e Maria João Carioca eram exemplos. Do mandato anterior, Francisco Bandeira, que também presidiu ao BPN, foi outro caso. Nenhum foi convocado.


Directores Centrais
O inquérito tinha como objecto, entre outros, a gestão da CGD no domínio da concessão de crédito. Vários directores centrais do banco estavam indicados para serem convocados, mas a audição nunca decorreu. A comissão de trabalhadores e o sindicato não chegaram a ser ouvidos.


Deloitte
A Deloitte foi auditora da CGD desde pelo menos 2002. Os seus responsáveis não chegaram a ser chamados, como previsto.


Tutela
Da mesma forma, os ex-secretários de Estado Carlos Costa Pina e Manuel Rodrigues não foram convocados. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub