Automóvel PAN quer saber o que é que o Governo está a fazer para trazer a Tesla para Portugal

PAN quer saber o que é que o Governo está a fazer para trazer a Tesla para Portugal

O PAN questionou o Ministério dos Negócios Estrangeiros para saber que “compromissos estão a ser adoptados” para assegurar que a Tesla vem para Portugal. Vários países já manifestaram interesse em captar este investimento.
PAN quer saber o que é que o Governo está a fazer para trazer a Tesla para Portugal
Reuters

Há várias semanas que é público que a Tesla está a estudar vários países para instalar a sua fábrica europeia e Portugal é uma das hipóteses. A marca norte-americana até já se sentou à mesa com o Governo de António Costa sobre a possibilidade de instalar a sua fábrica europeia em Portugal. Nestas instalações, Elon Musk quer fabricar tanto automóveis como baterias de iões de lítio.

Agora, o PAN quer saber concretamente o que é que o Executivo português está a fazer para trazer a empresa para Portugal. "Nas questões apresentadas ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, o PAN pretende saber que compromissos estão a ser adoptados para que a captação deste investimento possa ser colocada no topo das prioridades a nível nacional", refere o partido liderado por André Silva em comunicado.

Uma das questões que o partido quer ver respondida é: que entidades estão a ser envolvidas na negociação "assumindo que o processo beneficiará dos contributos dos municípios interessados, dos representantes do sector industrial português e da sociedade civil".

Uma fábrica, vários interessados


As perguntas do PAN surgem nomeadamente numa altura em que se sabe que há outros países europeus que estão também na corrida para captar o investimento da Tesla. Holanda, Espanha e França também se estão a chegar à frente para agarrar a gigafábrica da empresa norte-americana.

Depois do Negócios ter revelado que o Governo já se reuniu com a Tesla sobre a instalação da fábrica em Portugal, agora foi a vez do Governo holandês vir a público garantir que está atento a este investimento. O Executivo de Haia vai "certamente esforçar-se para trazer a fábrica para os Países Baixos", escreveu o ministro da Economia do país numa carta enviada ao Parlamento.

O ministro holandês constatou na missiva que este investimento "irá reforçar o sector automóvel na província do Brabante e noutras regiões dos Países Baixos", segundo avançou o site de notícias NU na terça-feira, 29 de Novembro.


A Holanda já conta com uma fábrica da Tesla na cidade de Tilburgo. Todavia, esta é uma fábrica de montagem, ou seja, as diferentes peças são todas fabricadas nos Estados Unidos e depois transportadas para esta fábrica para produzir os automóveis.


De Espanha também estão a ser feitos vários esforços para atrair a Tesla. A comunidade autónoma da Galiza já mostrou que quer este investimento. A Xunta da Galiza declarou em Junho que está atenta a este investimento.


No extremo oposto de Espanha, a autarquia de Paterna lançou uma campanha em Maio para atrair este investimento. A cidade, próxima de Valência, apresentou como argumentos de peso o facto de a Ford contar com uma fábrica naquela área, e a proximidade com o porto mediterrâneo de Valência.

Em França, a ministra francesa da Energia, Ségolène Royal, sugeriu que a nova fábrica da Tesla podia ficar localizada numa antiga central nuclear no departamento da Alsácia, uma região estratégica banhada pelo rio Reno na fronteira com a Alemanha e a Suíça. 

Autaquias portuguesas aquecem os motores

Em Portugal, algumas câmaras municipais já se colocaram no terreno para mostrarem que estão dispostas a receber a gigafábrica, onde são produzidos os carros eléctricos e as baterias de iões de lítio da marca. O tiro de partida foi dado por Torres Vedras, com o autarca Carlos Bernardes (PS) a mostrar disponibilidade para receber este investimento junto do Executivo de António Costa.

Palmela, concelho onde está localizada a  maior fábrica automóvel em Portugal, a Autoeuropa, tem vários argumentos de peso para receber este investimento."Desde logo o nosso posicionamento estratégico na península de Setúbal, a dois passos de Lisboa, com a possibilidade de ligação a grandes eixos de indústria, ao porto de Setúbal, assim como as ligações ferroviárias existentes para o Norte e Sul de Portugal", diz ao Negócios o autarca de Palmela, Álvaro Amaro (CDU). Palmela já deu assim início a uma ronda de contactos para perceber como é que pode "contribuir para que este investimento se torne possível", confessou Álvaro Amaro. 

Mangualde é outro dos concelhos portugueses que conta com uma relevante fábrica automóvel – a PSA Peugeot Citroen –, e a sua autarquia está atenta a todos os desenvolvimentos. "Nós queremos que a Tesla venha para Portugal. Estamos muito atentos, mas neste momento o segredo é a alma do negócio", disse João Azevedo (PS). O autarca também sublinhou que o "interior do país é uma grande opção" para a Tesla.




A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz 08.12.2016

ESSE DESPARTIDO "PAN" É ABSOLUTAMENTE INÚTIL

Anónimo 07.12.2016

M E R D A PARA A TESLA

M E R D A PARA PARA OS ESPANHÓIS

M E R D A PARA OS TRAMBIQUEIROS

Anónimo 07.12.2016

É tudo uma questão de incentivos!

Anónimo 07.12.2016

Aconselho este Sr, que se diz de um partido pela Natureza, a estudar os enormes impactos ambientais da produção de baterias de Lítio(que têm uma grande quantidade de metais pesados na sua composição, particularmente Cobalto, para além do Lítio).

Caiu-lhe a máscara de ambientalista!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub