Transportes Passes gratuitos até 12 anos na Carris chegam com um mês de atraso

Passes gratuitos até 12 anos na Carris chegam com um mês de atraso

Já há novos tarifários para a Carris para 2017 mas não contemplam os descontos para jovens e idosos anunciados por Fernando Medina. A transferência da empresa só acontece em Fevereiro devido a "questões técnicas".
Passes gratuitos até 12 anos na Carris chegam com um mês de atraso
Diogo Cavaleiro 29 de dezembro de 2016 às 12:49

Os passes gratuitos para as crianças até 12 anos não vão ser uma realidade logo no início do próximo ano. Esta é uma das medidas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, anunciou com a passagem da Carris da esfera do Estado para o município. Só que a transferência ainda espera luz verde de Belém. E depois ainda há que fazer a adaptação dos preços. Por isso, para já, os passes vão mesmo ficar mais caros. E só em Fevereiro ficam mais baratos para os jovens e os idosos.

 

A TSF avançou com a notícia, esta quinta-feira 29 de Dezembro, que as promessas de redução de preços para quem tem mais de 65 anos e a gratuitidade para quem tem menos de 12 anos, feitas por Fernando Medina, não se iriam concretizar a 1 de Janeiro, com o CDS a acusá-lo de uma "patranha" face aos cidadãos lisboetas, com o "apadrinhamento de António Costa".

 

"Anunciei que as medidas entrariam em vigor no início do ano e, por questões técnicas, entram em vigor a 1 de Fevereiro", esclareceu Fernando Medina à mesma rádio. O Negócios tinha colocado questões à Câmara por e-mail mas não obteve respostas. A Carris remeteu para a edilidade.

 

De acordo com o plano estratégico, os passes serão gratuitos até aos 12 anos quando na actualidade só o são para crianças até aos 4 anos. Para quem tem mais de 65 anos, o passe passará a custar 15 euros por mês e não os 26,75 euros que vigoravam até 2016. Os valores referem-se ao passe Navegante Urbano, que permite a circulação em Lisboa no Metro e na Carris.

 

Contudo, só em Fevereiro tal irá acontecer. Em Janeiro, estes clientes vão sofrer os mesmos aumentos que o resto dos utentes dos autocarros e eléctricos da Carris. A actualização tarifária que entra em vigor a 1 de Janeiro, mas que está a ser aplicada nos passes desde 26 de Dezembro, é de 1,5% - no caso do passe Navegante Urbano, o aumento é de 55 cêntimos para 36,20 euros.

A Carris está em processo de transferência para a CML, sendo que o diploma que a configura aguarda ainda promulgação de Marcelo Rebelo de Sousa.




A sua opinião27
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Jose Moreno 29.12.2016

O melhor é ser em Setembro vésperas das eleições autárquicas...

comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

As questões técnicas para quem não percebe o que é, eu digo!!! É a MASSA que ainda não veio e as dívidas da Carris que ainda não desapareceram... O pessoal "burro" não entende o que são questões técnicas.

pertinaz Há 4 semanas

TRAMBIQUEIROS DO COSTUME

Joaquim Albano Duarte Há 4 semanas

E vamos ver a dívida como vai ficar dentro de 5 anos!

Joaquim Rodriguers Há 4 semanas

Faltam as sandes de presunto de porco preto, com o respetivo acompanhamento...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub