Transportes Passos: Nomeação de Lacerda Machado para a TAP é "uma pouca vergonha"

Passos: Nomeação de Lacerda Machado para a TAP é "uma pouca vergonha"

O líder do PSD, Passos Coelho, considerou no sábado à noite que é "uma pouca vergonha" o Governo nomear para administrador da TAP "o mesmo homem que andou a negociar a reversão" da privatização da transportadora.
Passos: Nomeação de Lacerda Machado para a TAP é "uma pouca vergonha"
Lusa 11 de junho de 2017 às 11:28

"Isto é uma pouca vergonha, não tem outra classificação. E fica tão mal a quem nomeia como a quem aceita", afirmou Passos Coelho, ao discursar durante a convenção autárquica do PSD de Viseu.
Miguel Frasquilho vai ser o novo presidente do Conselho de Administração da TAP, confirmou no sábado o jornal Expresso, que avançou ainda o nome do advogado Lacerda Machado e da líder da Fundação Serralves, Ana Pinho, para vogais.

Diogo Lacerda Machado, amigo do primeiro-ministro, António Costa, integrou as negociações com os acionistas privados para que o Estado voltasse a ter maioria do capital da TAP.

Passos Coelho disse que quem está no Governo não se pode "andar a meter nas eleições autárquicas, a fazer favores aos autarcas amigos e do partido, como acontece com este Governo de forma descarada".

"A nível nacional é a mesma coisa. O mesmo homem que andou a negociar a reversão da TAP parece que vai ser nomeado administrador da TAP pelo Estado. É uma coisa extraordinária. Tudo isto se faz esperando que ninguém diga nada", lamentou.O presidente do PSD criticou também este Governo, que "não fez nada até hoje" para resolver o problema das rendas da energia, por vir agora dizer "que vai arranjar 500 milhões para o ano".

O semanário Expresso noticiou no sábado que o "Governo vai exigir 500 milhões à EDP" e que o executivo "quer reaver dinheiro pago a mais durante dez anos".

Segundo Passos Coelho, "até hoje, só houve um governo que tomou medidas que valeram mais de quatro mil milhões de euros para cortar em rendas de energia, que foi o Governo liderado pelo PSD", de forma que "o país já está a beneficiar de uma redução do deficit tarifário", herdado em 2011.

"Já está a diminuir, vai desaparecer até 2021 como nós tínhamos previsto. E este Governo, que não mexeu uma palha para isso, conseguiu pôr nos jornais que vai à EDP arranjar maneira de ir buscar 500 milhões que se pagaram a mais", referiu.

"Então cortámos quatro mil milhões, só por conta da EDP devem ter sido uns dois mil milhões, e só vão buscar 500 milhões?", questionou.Passos Coelho frisou que "quem está no Governo sabe que não está a resolver nada, sabe que quer dar a ideia de que quem esteve antes não fez nada, quando foram os únicos que fizeram alguma coisa".

"E ainda quer criar a expectativa para futuro de que vão resolver problemas que não sabem resolver e alguns que nem querem resolver. É assim que o país está hoje a ser governado", lamentou.


A sua opinião76
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

É mais que evidente que é uma pouca vergonha, e também é mais que evidente que o gang sente-se completamente impune, e acima de tudo e de todos como verdadeiros autocratas. Se há data, a presença às escondidas de Diogo Lacerda Machada (com interesses na VEM) foi vergonhosa, nas negociações da TAP, e segundo o cabecilha Costa "era apenas" uma prestação pro-bono, sem contrato vinculativo ao estado, e por ser amigo pessoal do líder do gang. Pior fica agora o amigo intimo do cabecilha estar nomeado para o CA da TAP.
Mas a genuína falta de vergonha não parte do PS (que é um habitué nestes esquemas, BOYS) parte dos partidos da geringonça PCP e BE que ficam MUDOS perante estes casos!! Afinal este PS tem muito mais a haver com este PCP e BE do que inicialmente se pensaria. São muito dados à filosofia do líder histórico, do comité central, da linhagem, e da divisão dos cargos pelos "auto-proclamados representantes do povo". Existe uma crise democrática pelo mundo, e por cá!!!

comentários mais recentes
asdf Há 2 semanas

Tens toda a razão. O que não é vergonha é fazer trafulhices na Tecnoforma e ferrar o cão à Segurança Social.

SE HA DATA... Há 2 semanas

Se ha datas q os portugueses lembram sao aquelas em q o chefe cuelho mais o gang acoitado no laranjal prometeram nao roubar (mais) o pais.Depois viu-se!
Pensoes,Vistos alaranjados,"banco relvas"
Prq antes era tecnformica,AR,os impostos etc

BELA Há 2 semanas

Tu e qud continuas a nao ter vergonha nenhuma nas ventas. Devias era estar a dar assistencia a tua mulher que esta bastante doente em vez de andares a destilar odio

È a vez dos ladrões imigrar, basta de malandros. Há 2 semanas

A direi-talha quer continuar com o arco do roubo,mas o povo é sábio,vai continuar com a GERINGONÇA,foi uma bênção dos Deus.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub