Banca & Finanças Paulo Macedo: "É bastante importante a estabilidade dos órgãos de supervisão"

Paulo Macedo: "É bastante importante a estabilidade dos órgãos de supervisão"

O presidente da Caixa defende que "haver estabilidade nos órgãos de supervisão é bastante importante". Paulo Macedo mostrou-se assim contra os ataques a Carlos Costa.
Paulo Macedo: "É bastante importante a estabilidade dos órgãos de supervisão"
Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Gago 10 de março de 2017 às 19:23

Paulo Macedo mostrou-se contra os ataques ao governador do Banco de Portugal na apresentação de resultados. Quando questionado sobre as críticas a Carlos Costa, o presidente da Caixa Geral de Depósitos defendeu que "haver estabilidade nos órgãos de supervisão é bastante importante".

 

Sobre a reforma de supervisão anunciada esta quinta-feira por Mário Centeno, o banqueiro limitou-se a dizer que "há medidas pacíficas, como a autonomização do Fundo de Resolução, proposta, aliás, pelo governador". 


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 11.03.2017

Porque se iliba os canhotos radicais dos males que eles tambem fazem parte.Acho q nao surpeendo ninguem quando reafirmo q os armenios(ortigas)sao o PATRONATO na func. publica,aliaz o suporte da gerigonca foi clara:meta-se la o que for preciso na cx e nem faz falta ir procurar das causas da desgraca.

Anónimo 10.03.2017

Cortem nos ordenados dos gestores de topo que só fazem M...Se fossem bons e merecessem ganhar o vencimento que têm a CGD não estaria com um DESFALQUE tão grande. País de M. a Justiça não funciona, os políticos são corruptos. Façam um favor aos portugueses enfiem-se nos submarinos do Portas e IMIGREM

Conselheiro de Trump 10.03.2017

Como reagiria este tipo se leva-se um murro na boca do estamago?Por experiencia vejo que e menos dificil falar do problema dos outros,as dores de costela sao nulas.Macedo,macedo isso nao e defesa isso e atque indirecto ao dorminhoco.

Conselheiro de Trump 10.03.2017

Diz o ditado e errar e humano,e os jornalistas tambem sao humanos,mas o erro da jornalista da rtp e GROSSEIRO:considerou um prejuizo num emprestimo perdido de mais de 200 milhoes de euros uma gota de agua no oceano( meio dos 3 mil milhoes de euros).Nao ter sido eu apanhar essa gota de agua.

pub
pub
pub
pub