Banca & Finanças Paulo Macedo prepara-se para liderar Caixa

Paulo Macedo prepara-se para liderar Caixa

Antigo ministro da Saúde de Passos Coelho prepara-se para liderar a CGD, depois de ter começado por declinar o convite. Paulo Macedo terá sido sensível às dificuldades do Governo em encontrar um substituto para Domingues.
Paulo Macedo prepara-se para liderar Caixa
Correio da Manhã

Paulo Macedo estará a caminho da liderança da Caixa Geral de Depósitos. Ao que o Negócios apurou, o antigo ministro da Saúde de Pedro Passos Coelho, prepara-se para aceitar o convite do Governo para liderar o banco do Estado, apesar de ter começado por resistir ao desafio. O antigo administrador do BCP ambicionaria o cargo de vice-governador do Banco de Portugal, mas as dificuldades que António Costa terá sentido na missão de encontrar um substituto para António Domingues deverão levar o actual administrador da Ocidental Vida a reavaliar a sua posição.

O Governo deverá enviar já amanhã para o Banco Central Europeu os nomes da nova administração do banco público, noticiou esta tarde a SIC Notícias. 

Dentro da Caixa, o nome do antigo director-geral de Finanças é visto com bons olhos, dado o currículo que o gestor tem no sector financeiro e no desempenho de cargos públicos. Esta última experiência é encarada como uma vantagem face a Domingues que acabou por renunciar ao cargo depois de várias semanas de polémica em torno da entrega das declarações de rendimentos dos gestores da CGD.

Por outro lado, o facto de Macedo ter sido vice-presidente do BCP pode ajudar a acelerar o processo de autorização do seu nome por parte do Banco Central Europeu (BCE). Além disso, o gestor tem credibilidade no sector, designadamente em processos de reestruturação como aquele que a Caixa enfrenta nos próximos anos. O próximo presidente da CGD vai pôr em prática o plano de negócios e capitalização que Domingues deixa fechado e que implica a saída de cerca de 2.500 trabalhadores nos próximos quatro anos, o encerramento de balcões e o abandono de alguns mercados internacionais.

O Governo prometeu apresentar uma solução para a liderança da Caixa esta semana, depois de na última sexta-feira ter sido conhecida a intenção do actual presidente de abandonar funções no final de Dezembro. Isto depois de, nas últimas semanas, ter sentido dificuldades em encontrar um substituto para António Domingues na presidência da CGD.

Há algumas semanas que o Executivo tem vindo a sondar possíveis candidatos à presidência executiva do banco do Estado, missão que o primeiro-ministro assumiu como sua e que tem contado com o apoio do Presidente da República. Mas, ao que o Negócios apurou, vários gestores contactados mostraram-se indisponíveis para suceder a Domingues, alegando o envolvimento noutros projectos. O próprio Paulo Macedo terá começado por declinar o convite.

Os contactos começaram ainda antes de Domingues ter formalizado o seu pedido de renúncia, que só foi oficializado na sexta-feira e conhecido publicamente no domingo. Algumas semanas antes, o próprio presidente demissionário da Caixa tinha avisado a tutela da sua intenção de sair da instituição até ao final do ano, comprometendo-se a entregar o pedido de demissão apenas depois de ter concluído a versão final do plano de negócios em que assenta o processo de capitalização do banco.

Além de Domingues, renunciaram à administração da CGD mais seis administradores, três executivos e três não executivos. Permanecem em funções Rui Vilar, que agora pode vir a ser presidente não executivo, e três executivos: Tiago Ravara Marques, João Tudela Martins e Pedro Leitão.




A sua opinião31
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Rui Miguel Galrinho Há 4 dias

Pronto, lá tem que vir um PSD safar o PS de uma encrenca. O habitual.

comentários mais recentes
Ja mostrou as contas? Há 3 dias

Entao era por isto o Berreiro dos Troca-Passas=Arrelvados? Com as verdades vos enganam.Cambada de terroristas criminosos.

Santo Milagreiro Há 3 dias

E continuam roubando-nos, e ainda se divertem. Mas gostais de ser sodomizados, entao comecem a comprar Vaselina quer vai ser so mais uma trepa a sangue frio. Qual a diferenca nestes desgovernos masonicos. E que nos dizem sempre a mesma coisa. Este e que e o esperto.

pertinaz Há 4 dias

CHEGOU O D. SEBASTIÃO


VIVA PORTUGAL !!!

Anónimo Há 4 dias

Mais um que se converteu ao comunismo.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub