Empresas Pedro Queiroz Pereira morreu de ataque cardíaco em iate em Ibiza

Pedro Queiroz Pereira morreu de ataque cardíaco em iate em Ibiza

Os primeiros sinais apontavam para uma queda acidental, mas o cenário de ataque cardíaco acabou por ser confirmado pela autópsia.
Pedro Queiroz Pereira morreu de ataque cardíaco em iate em Ibiza
Negócios 20 de agosto de 2018 às 17:01
Pedro Queiroz Pereira morreu de ataque cardíaco, confirma esta segunda-feira a autópsia realizada ao corpo do empresário português. 

O magnata morreu, aos 69 anos, este sábado quando seguia no seu iate, em Ibiza. As autoridades espanholas abriram uma investigação para esclarecer as causas da morte. Os primeiros sinais apontavam para uma queda acidental, mas o cenário de ataque cardíaco acabou por ser confirmado pela autópsia, revelam fontes da EFE junto de familiares, citadas pelo Correio da Manhã. 

Segundo disse à Lusa fonte do grupo industrial, para já ainda não está determinado se a queda foi consequência do ataque cardíaco ou se o ataque cardíaco aconteceu após a queda no iate em que passava férias em Ibiza, em Espanha.

A família de Queiroz Pereira está em Ibiza para finalizar a transladação do seu corpo para Portugal, o que deverá acontecer nas próximas 24 horas. 

O magnata perdeu a vida no seu luxuoso iate, em Ibiza, Espanha. Terá caído das escadas do iate, alegadamente após sofrer um ataque cardíaco. A polícia nacional espanhola está a investigar o caso, segundo avançou o ‘Diário de Ibiza’. Segundo a publicação, o iate tem mais de 30 metros de comprimento e estava ancorado na zona portuária de Magna Ibiza.

 

O empresário Pedro Queiroz Pereira, um dos mais importantes de Portugal, era dono da Navigator (antiga Portucel) e da cimenteira Secil. Morreu no sábado à noite, aos 69 anos, em Ibiza, onde passava regularmente férias.

 

Segundo a revista Exame, era detentor de uma fortuna avaliada em 779 milhões de euros (em conjunto com a mãe), o que fazia dele o sétimo homem mais rico do país.

 

Accionista maioritário do grupo Semapa, proprietário da Navigator, mas também da cimenteira Secil e de negócios na área do ambiente e da energia.






pub