Banca & Finanças Paulo Macedo assume para si pelouro dos recursos humanos

Paulo Macedo assume para si pelouro dos recursos humanos

A nova equipa de administradores executivos da Caixa Geral de Depósitos assumiu funções na quarta-feira, 1 de Fevereiro. O Negócios apurou as áreas de actuação de cada um, sendo que ainda pode entrar outro reforço: Carlos Albuquerque.
Paulo Macedo assume para si pelouro dos recursos humanos
Cátia Barbosa/Negócios

O CEO da Caixa, Paulo Macedo, terá, nas unidades organizativas do banco, pelouros como a secretaria geral, a direcção de apoio à governação corporativa, direcção de auditoria interna e direcção de assuntos jurídicos, apurou o Negócios.

Entre outras das áreas que competem a Macedo está a direcção de gestão e desenvolvimento de pessoas. Recorde-se que há o compromisso de redução de mais de 2.000 pessoas, que o banco sempre disse que quer que seja concretizado através de reformas antecipadas e pré-reformas. Uma tarefa que não é relegada noutro administrador.

 

Os pelouros dos seis vogais da comissão executiva da Caixa estão já também distribuídos, sendo que Francisco Cary terá a seu cargo a direcção de banca institucional, a direcção de grandes empresas e outras direcções das unidades organizativas do banco.

 

No que respeita às entidades domésticas, Cary será responsável pela Caixa – Banco de Investimento, Caixa Imobiliário, Caixa Leasing e Factoring IFIC, Imocaixa, Locarent e Wolfpart. Nas entidades internacionais, cabe-lhe o Banco Caixa Geral Brasil, Banco Caixa Geral (Espanha), CGD Investimentos CVC (Brasil) e Mercantile Bank Holdings (África do Sul).

 

José João Guilherme, por seu lado, terá entre as suas competências áreas como a direcção de particulares e negócios do Centro, Lisboa, Norte e Sul, bem como a direcção de marketing e a direcção internacional de negócio.

 

Nas entidades domésticas, José João Guilherme ficará encarregado da Parbanca e Partang, SGPS – em liquidação. Já nas internacionais terá as sucursais de França e Timor, bem como o Banco Caixa Geral Angola, Banco Comercial e de Investimentos – Moçambique, Banco Comercial do Atlântico - Cabo Verde, Banco Interatlântico – Cabo Verde, Banco Internacional de S. Tomé e Príncipe e Banco Nacional Ultramarino – Macau.

 

A direcção de contabilidade, consolidação e informação financeira, bem como a direcção de planeamento, orçamento e controlo e a direcção de mercados financeiros, além do gabinete de relações com os investidores são áreas que foram atribuídas a José Brito.

 

O há muito tempo quadro da Caixa, que já era responsável pela área financeira e de mercados do banco público, terá também duas entidades domésticas a seu cargo: Caixagest e Caixa Gestão de Ativos.

 

Já nas entidades internacionais cabem-lhe as sucursais da CGD em Espanha, Londres, Ilhas Caimão, Nova Iorque e Luxemburgo.

 

Por seu lado, João Tudela Martins fica com a direcção de gestão de risco e de riscos de crédito, bem como o gabinete de validação de modelos.

 

Maria João Carioca - que ainda não foi libertada oficialmente do cargo desempenhado até aqui, de presidente da bolsa de Lisboa – terá várias áreas a seu cargo nas unidades organizativas da Caixa, como a direcção de acompanhamento de empresas, a direcção de negócio imobiliário, a direcção de sistemas de informação, o centro de operações, o gabinete de coordenação SEPA e o gabinete de protecção e segurança, entre outras.

 

Carioca – que pode ser retida pelo grupo Euronext durante mais um mês, no âmbito do contrato entre as partes – terá, nas entidades domésticas, a Caixanet, Caixatec – Tecnologias de Comunicação, Esegur e Sogrupo – Sistemas de Informação.

 

Nuno Martins, por seu turno, terá a direcção de acompanhamento de particulares e a direcção de organização e qualidade. Nas entidades domésticas, fica com o Sogrupo Compras e Serviços Partilhados e com o Sogrupo IV Gestão de Imóveis – em liquidação.

A equipa de Paulo Macedo não está ainda completa. Falta conhecer os nomes dos não executivos que aguardam luz verde do Banco Central Europeu (BCE). 

 

Além disso, tal como o Negócios refere, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD) quer alargar a equipa executiva do banco público. Paulo Macedo conta com Carlos Albuquerque, ex-director do departamento de supervisão do Banco de Portugal, além dos seis administradores que começaram funções esta quarta-feira.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz 02.02.2017

SINTOMÁTICO...

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub