Desporto Pequim limita investimento chinês em clubes desportivos no estrangeiro

Pequim limita investimento chinês em clubes desportivos no estrangeiro

A China vai limitar o investimento de empresas nacionais em clubes desportivos no estrangeiro, bem como no sector do imobiliário, de acordo com um decreto hoje publicado pelo executivo de Pequim, noticiou a agência de notícias Xinhua.
Pequim limita investimento chinês em clubes desportivos no estrangeiro
Lusa 18 de agosto de 2017 às 14:16
Nos últimos anos, empresas chinesas tornaram-se proprietárias de clubes de futebol no estrangeiro, em especial no Reino Unido.

Esta semana foi anunciado que o empresário chinês Jisheng Gao, da empresa chinesa de investimento Lander, comprou 80% do clube inglês de futebol Southampton, por 210 milhões de libras (cerca de 231 milhões de euros).

O Southampton, conhecido pela academia de formação de excelência, torna-se, assim, o quinto clube dos dois primeiros escalões ingleses a ser controlado por investidores chineses, depois do West Bromwich Albion, da 'Premier League', e do Aston Villa, Birmingham, e Wolves, treinado por Nuno Espírito Santo, da segunda divisão.

Noutras ligas, empresas chinesas são donas de clubes como o Inter ou o AC Milan (Itália), Espanyol e Granada (Espanha).



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar