Automóvel Perdas acima do esperado e novos atrasos no Model 3 penalizam Tesla

Perdas acima do esperado e novos atrasos no Model 3 penalizam Tesla

A Tesla Motors voltou a decepcionar o mercado, ao prorrogar uma vez mais a sua meta para fabricar 1.500 veículos por dia. Além disso, registou no terceiro trimestre prejuízos superiores às estimativas, o que fez com que as acções caíssem fortemente no "after hours".
Perdas acima do esperado e novos atrasos no Model 3 penalizam Tesla
Reuters
Carla Pedro 01 de novembro de 2017 às 21:24

A fabricante norte-americana de veículos eléctricos Tesla registou uma perda de 619,4 milhões de dólares no terceiro trimestre, terminado a 30 de Setembro, contra lucros de 21,9 milhões um ano antes.

 

Tratou-se, assim da maior perda trimestral da história da Tesla, o que está a ajudar à queda das cotações na negociação fora de horas em Wall Street.

 

Numa base ajustada (excluindo itens extraordinários), registou um prejuízo de 1,92 dólares por acção – valor superior aos 1,45 dólares por acção esperados pelos analistas inquiridos pela Zacks Investment Research e que compara com um lucro de 71 cêntimos por acção no mesmo período de 2016.

 

As receitas, por seu lado, aumentaram 30% para 2,98 mil milhões de dólares. O consenso de mercado apontava para 2,90 mil mihões, pelo que a facturação superou as expectativas.

No entanto, os prejuízos e a incapacidade de atingir metas de produção que tinha definido estão a castigar a empresa em bolsa, que segue a cair 5,5% para 303,62 dólares no "after-hours" da bolsa nova-iorquina.

No passado dia 3 de Outubro, a Tesla tinha já dado conta de problemas na produção do novo Model 3, quando revelou que tinha apenas produzido 260 unidades no terceiro trimestre – contrariando grandemente a sua meta de "mais de 1.500" prevista só para Setembro.

 

Agora, veio dizer que a meta de produção de 1.500 Model 3 por semana está adiada para finais do primeiro trimestre de 2018, o que desgostou os investidores.

Recorde-se que a ideia da Tesla é fabricar 500.000 carros por ano a partir de 2018. E para a alcançar conta grandemente com o Model 3. O que, a avaliar pelos revezes, poderá dificultar a concretização desse objectivo.


(notícia actualizada às 21:44)




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 2 semanas

FRAUDE