Automóvel Peugeot Citröen confirma que está a estudar compra da Opel

Peugeot Citröen confirma que está a estudar compra da Opel

A empresa liderada pelo português Carlos Tavares confirma que está a estudar uma união com a divisão da General Motors na Europa.
Peugeot Citröen confirma que está a estudar compra da Opel
Bloomberg

O grupo PSA pode avançar para a compra da Opel. A possibilidade de fusão entre a Peugeot, Citroen e Opel foi confirmado pela empresa francesa depois do negócio ter sido avançado pela imprensa.

"O grupo PSA confirma que, em conjunto com a General Motors, está a explorar inúmeras iniciativas estratégicas que visam melhorar a sua rentabilidade e eficiência operacional, incluindo uma possível aquisição da Opel", disse a PSA em comunicado esta terça-feira, 14 de Fevereiro.

A empresa destaca, contudo, que "neste momento não existe qualquer garantia de que um acordo será alcançado".

A General Motors e o grupo PSA implementaram uma aliança em 2012 que abrange, até à data, três projectos na Europa, no desenvolvimento de SUV e "minivans". "Neste contexto, a GM e a PSA examinam regularmente possibilidades adicionais de expansão e de cooperação".


O Financial Times avançou esta terça-feira que o PSA Group está a estudar avançar com a compra da divisão europeia da General Motors, o que prática representa uma fusão entre as empresas que fabricam as marcas Peugeot, Citroen e Opel.

O jornal britânico diz que a fusão destas unidades pode avançar nos próximos dias. A PSA, que é a segunda maior fabricante de automóveis da Europa, é liderada pelo português Carlos Tavares. A General Motors está presente na Europa através da alemã Opel.


"Estamos em discussões com a Opel para expandir os projectos em comum que já existem", reconheceu ao Financial Times fonte oficial do construtor francês, sem querer avançar com mais detalhes.

A Reuters também avançou com a mesma notícia, citando duas fontes conhecedoras das negociações. A agência acrescenta que as conversações estão já numa fase avançada. O PSA é detido em 14% pelo estado francês.


As acções da Peugeot estão a reagir em forte alta a esta notícia, registando uma valorização de mais de 6%, o que traduz o maior ganho desde Julho.

(Notícia actualizada às 14:47 com a PSA a confirmar oficialmente que está a estudar a aquisição da Opel)




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
beachboy 14.02.2017

...comecemos pelo início!...
...há dinheiro apara pagar a compra?...
...ou é tudo com dinheiro do banco?...
...mais um desastre a caminho!...
...como aquele que se está a preparar agora com a Fiat / Chrysler...
...em que a situação está cada vez mais complicada...
...2 empresas em dificuldades juntas, dá muito provávemente uma falência, como é obvio...
...enquanto andam e tretidos as fundir as duas companhias, a concorrência estará milhares de léguas à frente!...
...enfim, a ganância e arrogância são acracterísticas bem vincadas no ser humano!...

Filipe 14.02.2017

@Luis Relvas
Qual incómodo? O que permite vender modelos da Buick?

Anónimo 14.02.2017

não foi a PSA q foi salva pelo governo francês há uns anos atrás?onde está a DGCom??
ou será isto já um pré-acordo para manter elites europeias q não dão cavaco ao que spassa com os seus cidadãos.Mais uma negociata é para calar consequèncias do "dieselgate" da VW. Deviamos exigir perdão de divida!

Anónimo 14.02.2017

Luis: desculpe dizer-lhe mas comente outras notícias menos as que falam de automóveis. o seu comentário foi dos mais ignorantes que li até hoje.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub