Bolsa Pharol afunda mais de 13% em dois dias

Pharol afunda mais de 13% em dois dias

A nova versão do plano de recuperação judicial da Oi, onde a Pharol detém 27%, está a penalizar a negociação das acções da empresa portuguesa. Os títulos deslizam mais de 13% em dois dias.
Pharol afunda mais de 13% em dois dias
Reuters

As acções da Pharol estão a descer 5,92% para 0,27 euros, elevando para 13,4% a queda em duas sessões. Esta descida representa uma perda de 37,6 milhões de euros em duas sessões em valor de mercado da Pharol.

 

A descida acentuada das acções está relacionada com a apresentação da nova versão do plano de recuperação judicial da brasileira Oi, detida em 27% pela Pharol. Este é o quinto plano, num processo que se arrasta há 18 meses. Esta última versão deverá ser a final e terá impacto significativo nas participações dos actuais accionistas.

A nova versão do plano de recuperação judicial vai permitir que a Oi reduza em 50% o valor da dívida, e caso a proposta seja aprovada na próxima semana, os credores vão controlar 75% do capital da operadora, com os actuais accionistas a sofrerem uma forte diluição das suas participações, incluindo a Pharol que actualmente é maioritária com 27,18%.

 

Como Luís Palha da Silva, presidente da Pharol, já tinha admitido, com o plano de recuperação judicial a empresa vai sofrer uma forte diluição, podendo ser superior a metade da actual fatia. E apesar de ainda não haver nenhuma deliberação, a Pharol já está a preparar-se para poder "acorrer a aumentos de capital" da Oi, "se vier a ser do interesse" dos accionistas.




A sua opinião43
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 14.12.2017

Pharol não é a PT. A PT foi vendida à Altice pelos brasileiros. A Assembleia Geral foi uma farsa. Um tal de Rafael Mora e Paulo Varela fizeram as honras da casa e convenceram os tansos a vender a PT Portugal. Comidos por uns brasileiros meteram com um ainda pior o tal Sr. Tanure. Onde anda o Palha?

h leitão 14.12.2017

Seus tansos: a questão da PT /Oi foi a maior fraude, com a cumplicidade de muitos e negligencia de outros, nomeadamente da CMVM do governo anterior. A PT, empresa que valia 10 mil milhões foi entregue de borla aos brasileiros, a troco de acções duma empresa falida, com o pretexto que ia haver uma fusão (vigaros!, criminosos!) A divida é de tal ordem que o valor da Oi é 0; e para não entrar em incumprimento, os credores vão exigir ficar donos da empresa; ou seja 27% de zero é 0. Não sei como é que a PHAROL ainda consegue pagar aos administradores, que cá em Portugal não t~em nada para administrar. A Pharol é uma conta bancaria com uma carteira de acções; bastava ter uma secretaria para tratar de assuntos do Brasil. Vão ver onde estão o Zeinal Bava, Granadeiro e companhia e os advogados que escreveram este grande negocio. Portugal foi roubado em 10 mil milhões. Cambada de criminosos !

De idiotas uteis a lesados exaltados 14.12.2017

Já vimos isto tantas, mas tantas vezes. Como é possivel que tanta gente ainda seja ludibriada com estar novela? Agora até a Teresa Costureira manda bitaites sobre a Oi. Só falta cá vir o phirolito, o tal que dizia que ia haver uma reunião e não sei quê, logo a Pharol ia valer 1€. De chorar a rir!

joaoferreira1 14.12.2017

Anónimo...fizeste bem em comprar mais um montão de pharois. O inverno ainda pode ser rigoroso e nada como ter papel para nos aquecer. Compra mais amanhã...é que o Tanure acabou de espetar mais 1 prego no caixão..ao pedir o adiamento da AC de dia 19. Deixa cair...

ver mais comentários
pub