Telecomunicações Pharol apoia aumento de capital da Oi mas não decidiu se participa

Pharol apoia aumento de capital da Oi mas não decidiu se participa

Palha da Silva diz que a Pharol vai avaliar se participará no aumento de capital que a Oi poderá realizar, mas não teme ver a sua posição diluída.  
Pharol apoia aumento de capital da Oi mas não decidiu se participa
Pedro Elias/Negócios
Nuno Carregueiro 23 de junho de 2017 às 10:53

Se a Oi decidir avançar com um aumento de capital, a Pharol apoiará a opção, embora não saiba ainda se irá participar na operação para manter o estatuto de maior accionista da empresa de telecomunicações que está em recuperação judicial.

 

"Não nos opomos a nenhum aumento de capital. A hipótese de diluição não nos assusta", afirmou Palha da Silva, CEO da Pharol, em declarações ao Estadão.

 

Segundo o jornal brasileiro, a Oi está a estudar a realização de um aumento de capital de até 8 mil milhões de reais (2,14 mil milhões de euros), sendo que o tema foi já discutido no conselho de administração da operadora, embora não tenha sido tomada qualquer decisão.

 

Também a Pharol não tomou nenhuma decisão sobre o hipotético aumento de capital. "Queremos avaliar todas as condições. Não temos como definir isso sem saber minimamente quais são as condições", disse Palha da Silva, CEO da empresa que controla 22,24% do capital da Oi.

 

Caso a operação seja atractiva para a empresa portuguesa, os recursos para a Pharol participar vão aparecer, adiantou Palha da Silva, sem concretizar que montante pode ser alocado num potencial aumento de capital.

 

Sobre o processo de recuperação judicial, Palha da Silva afirmou que após a última mudança na proposta aos credores, apresentada em Março, não foram feitas contrapropostas. O objectivo passa por realizar a assembleia de credores para votar o plano de recuperação judicial até o fim de Setembro. 


As acções da Pharol caem 0,33% para 0,30 euros.




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Luis 23.06.2017

A pharol não precisa de ter nada na oi, seria bem melhor, pois tem um excelente negocio nas mãos. Se entrarem novos acionistas na oi vão assumir a divida da oi que é o maior problema. È o momento de investir na pharol 1ue vai subir muito na bolsa.

Anónimo 23.06.2017

Porque é que este tipo não acab com a Pharol e entrega as acções aos accionistas? Depois disto tudo vamos ficar com 5% da Oi e tipos como este pulha a ganhar milhões. Deixe lá de gozar com o povo. Palhaço.

silva 23.06.2017

Cada sábio aqui. Pois eu comprei pharol a 0,14 e está a 0,30.

Anónimo 23.06.2017

É preciso ser azelha e não perceber que a Pharol fica como um accionista de tanga depois deste aumento de capital. Se este iluminado Silva não tivesse recomprado accões da Pharol, talvez tivesse alguns € para ir ao aumento de capital. Só jornalistas do negocios não perceberam isso.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub