Desporto Polícia alemã detém suspeito de ataque ao autocarro do Borussia Dortmund

Polícia alemã detém suspeito de ataque ao autocarro do Borussia Dortmund

Um dos dois suspeitos de ter perpetrado esta terça-feira um ataque ao autocarro da equipa de futebol foi, menos de 24 horas depois, detido pelas autoridades policiais.
Polícia alemã detém suspeito de ataque ao autocarro do Borussia Dortmund
Bild
Negócios 12 de abril de 2017 às 13:37
A procuradoria-geral alemã anunciou esta quarta-feira, 12 de Abril, a detenção de um suspeito de ter participado no ataque com explosivos contra o autocarro do Borussia Dortmund. O suspeito tem ligações ao islamismo radical.

As autoridades alemãs acrescentaram que foi encontrada uma carta junto do local do ataque, a reivindicar a autoria do incidente, algo que consideram não ser habitual. Os dispositivos que deflagraram ontem à tarde continham estilhaços no seu interior, informaram ainda.

De acordo com a Reuters, a polícia alemã revistou os apartamentos dos dois suspeitos e fez a detenção na sequência dessas diligências. A razão do atentado não está ainda explicada.

"O motivo preciso do ataque não é, actualmente, claro," disse a procuradoria em comunicado.

As três explosões junto ao autocarro que transportava os jogadores da equipa alemã para um jogo com o Mónaco registaram-se esta terça-feira ao final da tarde, tendo ferido o jogador espanhol Marc Bartra no pulso direito e obrigado ao adiamento do desafio para esta quarta-feira.

Esta manhã a porta-voz da polícia, Nina Vogt, disse à televisão ZDF que "é claro que no início as investigações têm de ir em todas as direcções", sublinhando que todas as direcções estão "em aberto," avançou a Lusa. 

O jogo dos quartos de final da Liga dos Campeões que se realiza esta quarta-feira terá segurança reforçada.

(Notícia actualizada às 13:44 com mais informação)

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump Há 2 semanas

Parece que nem tudo e mau:a fartura da gerigoncada faz enjoo as daesh.Sabem onde esta o mal,como ele e feito e nao fazem nada,deve agradar.

pub
pub
pub
pub